Liga australiana de rúgbi promete banir jogadores acusados de agressão à mulher

Atletas de rúgbi australiano estão na mira das novas regras sobre agressão à mulher (AP)

Jogadores da Liga Australiana de Rúgbi (NRL, em inglês) que estiverem envolvido em violência doméstica, ofensas sexuais ou desrespeitarem mulheres poderão ser banidos do futebol de acordo com os novos protocolos para acabar com a cultura de ‘esconder’ ou ‘pagamento de multa’ para as vítimas.

O anúncio deverá ser feito nos próximos dias, quando as novas regras serão anunciadas. A punição poderá ser de nove meses a banimento do esporte. A NRL quer usar a suspensão de nove meses para Kirisome Auva’a, ex-jogador do South Sydney, como base das sanções futuras em caso de violência contra mulheres.

Catharine Lumby, conselheira de gênero da NRL, foi consultada sobre os novos protocolos e afirmou: “Acredito que a Liga está trabalhando muito sério diante destes novos protocolos. Estão trabalhando abertamente com os clubes para evitar que os processos sejam escondidos ou a mulher leve apenas dinheiro. Precisa ter uma punição clara”.

Assim com a liga de rúgbi, a de futebol também analisa mudanças para os inúmeros casos de violência contra mulher cometidos pelos jogadores. A nova regra do esporte australiano ainda não foi finalizada, mas é uma grande mudança no mundo esportivo.