Libertadores: Flamengo treina na Colômbia para estrear contra rival freguês


Após chegar em Barranquilla no início da madrugada desta segunda-feira, o Flamengo foi ao Estádio Romelio Martínez, por volta das 18h (de Brasília), iniciar os preparativos visando a estreia na Libertadores, diante do Junior Barranquilla, na quarta-feira.

> Confira a tabela completa da Libertadores

Inicialmente, cabe destacar, a atividade seria realizada no CT da seleção colombiana. Mais cedo, a delegação deixou o hotel com muita festa dos torcedores presentes, sendo Gabigol, artilheiro e herói da última edição do torneio, o mais festejado e ovacionado.


Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O Fla chegou para a cidade onde a cantora Shakira nasceu com três desfalques: Rodrigo Caio, Rafinha e Bruno Henrique. Para a zaga, Jorge Jesus escalará a dupla Gustavo Henrique e Léo Pereira, poupada no fim de semana passado, pela Taça Rio. Na lateral direita, João Lucas e até Berrío, improvisado, brigam. Já para o ataque, as opções mais viáveis são Vitinho, Pedro e Michael.

Nesta tarde, a imprensa só teve acesso aos primeiros 15 minutos, aproximadamente. Houve movimentação técnica, com a bola e trocas de passes, e o Mister conversando ao pé do ouvido com alguns atletas.

100% DE APROVEITAMENTO


O Flamengo já se deparou com o Junior Barranquilla em quatro ocasiões. E venceu todas as vezes. Em 1984, também pela fase de grupos da Libertadores, os triunfos foram conquistados por 3 a 1 e 2 a 1.

O último encontro entre ambos se deu em 2017, pelas semifinais da Copa Sul-Americana. Comandado por Reinaldo Rueda, o Rubro-Negro venceu na ida, no Maracanã, e na volta - 2 a 1 e 2 a 0, respectivamente. Daquele elenco disponível para o confronto, César, Diego Alves, Everton Ribeiro, Diego e Willian Arão são os remanescentes.

Arão, aliás, não viajou para a Colômbia. Como foi expulso na finalíssima da Recopa Sul-Americana, o camisa 5 está suspenso para o jogo desta quarta. A tendência é que Thiago Maia seja o escolhido para iniciar entre os titulares e colaborar para que o 100% de aproveitamento seja mantido.




Leia também