Veja o que ainda está em jogo para o Corinthians no Brasileirão

Timão está perto de garantir vaga à Libertadores (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)


Na penúltima semana da temporada, o Corinthians inicia os trabalhos visando garantir vaga direta à fase de grupos da Libertadores e subir na tabela para aumentar o faturamento com a premiação do Brasileirão.

+ Dupla de ataque vai mal no empate do Corinthians; veja notas

Após um dia de folga, os comandados de Vítor Pereira se reapresentam nesta segunda-feira (31) no CT Joaquim Grava, começando a preparação para o duelo contra o Flamengo, válido pela 35ª rodada.

O embate contra a equipe de Dorival Jr é fundamental para os objetivos do Timão. Como o Rubro-Negro conquistou o título da Libertadores, agora oito equipes irão se classificar para a principal competição do continental, e as seis primeiras irão direto à fase de grupos.

Atualmente, o Atlético-MG é o 7º colocado no Campeonato Brasileiro, sete pontos atrás do Corinthians. Com quatro rodadas restantes, uma vitória no Maracanã selaria a classificação corintiana à fase de grupos da Libertadores, pois o Galo não poderia alcançar o Timão.

Caso não vença o Flamengo, uma vitória sobre Ceará (C), Coritiba (F) ou no duelo direto contra o Atlético-MG, na Neo Química Arena, faria Vítor Pereira cumprir o principal objetivo do clube no Brasileirão.

+ Veja tabela e simule a reta final do Brasileirão

OLHO NA PREMIAÇÃO

Após o frustrante vice-campeonato da Copa do Brasil, Duílio Monteiro Alves, Vítor Pereira e o elenco alvinegro ressaltaram a importância de terminar a temporada em alta, dentro do G4, possivelmente brigando pela segunda colocação no Brasileirão.

Além do resultado esportivo, garantir uma melhor colocação na tabela é vantajoso para as finanças do clube. O departamento financeiro do Timão estimou terminar o Campeonato Brasileiro na sétima colocação, faturando R$ 31,5 milhões em premiação da CBF, sem englobar outros fatores, como transmissões na televisão.

Caso permaneça em 5º lugar, a premiação seria de R$ 36 milhões. No cenário mais otimista, onde o Corinthians tira a desvantagem de seis pontos em relação ao Internacional, atual vice-líder, o Timão irá faturar R$ 42,7 milhões.