Liberado para a final? Inter paga multa e livra Zago de uma das possíveis punições

Pelo menos, ao que tudo indica, o Internacional terá o técnico Antônio Carlos e o seu auxiliar, Galeano, nas finais do Gauchão 2017. Os dois seriam julgados na manhã desta quarta-feira (26) no TJD-RS por conta da confusão na vitória do Inter por 1 a 0 sobre o Caxias. Na ocasião, o treinador do Colorado deu um leve chute no médico adversário.

Com o pagamento de uma multa, o Inter evitou o julgamento na Justiça Desportiva. A procuradoria acolheu o pedido de transação disciplinar para a dupla. Porém, outro julgamento pode tirar Zago da partida deste domingo (30), às 16h (de Brasília).

Antonio Carlos Zago Internacional 23022017

(Foto: Getty Images)

VEJA TAMBÉM:

Zago, que se livrou de ser denunciado no artigo 254-A (agressão), do CBJD, que previa pena de quatro a 12 partidas, pode pega pena por suposta "simulação" no jogo de volta contra o mesmo Caxias.

No último domingo (23), o treinador foi atingido pelo braço do jogador Elyeser, durante uma disputa de bola entre os jogadores na linha lateral. Caiu no gramado com a mão no olho e chegou a colocar gelo no local, mas as imagens mostraram que ele sequer foi atingido.

O procurador Luiz Francisco Lopes analisará tanto a súmula do jogo, quanto imagens do lance antes de apresentar ou não denúncias. Zago pode ser denunciado no artigo 258 do CBJD, que prevê pena de uma a seis partidas de suspensão por "assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva".