Liberado para correr na Indy, Alonso tece elogios a novo chefe da McLaren

Fernando Alonso crê que não poderia participar das 500 milhas de Indianápolis se Ron Dennis ainda fosse o chefe da McLaren. Com a equipe agora sob o comando de Zak Brown, o espanhol ganhou liberdade para experimentar uma nova categoria e irá fazer sua estreia na Fórmula Indy logo em uma das provas mais tradicionais do automobilismo mundial.

“Zak [Brown] é um homem que tem uma visão maior do que os outros chefes das equipes pelas quais eu passei. Ele vê o automobilismo de maneira diferente, ele enxerga a McLaren maior, não apenas concentrada na Fórmula 1. A McLaren ganhou as 24 horas de LeMans. Ele é um verdadeiro piloto, então é muito bom que a McLaren trouxe Zak a bordo no ano passado”, disse Alonso.

Após a decisão do espanhol em disputar as 500 milhas de Indianápolis, começa a surgir especulações referentes à uma possível entrada da McLaren na Fórmula Indy. Questionado se preferiria correr na categoria norte-americana mesmo se tivesse um carro competitivo na Fórmula 1, Fernando Alonso foi bem claro.

“Se o carro fosse competitivo neste ano e tivéssemos 43 pontos ao lado dos outros caras [Hamilton e Vettel], você não poderia abrir mão de 25 pontos que poderia ganhar em uma corrida. As coisas seriam diferentes se fôssemos competitivos”, completou Alonso.