LFA se consolida no Brasil com cinco edições e 122 oportunidades distribuídas em 2022

Próximo evento acontece nesta sexta, em Cajamar-SP (Foto: LFA Brasil)


O ano de 2022 marcou a consolidação do LFA no Brasil. Após dois eventos realizados no ano passado, ambos no Rio de Janeiro, neste, a organização presidida por Ed Soares promoveu cinco edições, estendendo a atuação para o estado de São Paulo e também para o Nordeste, com um show histórico em Recife.

Mercado para a próxima sexta-feira, dia 4, em Cajamar-SP, O LFA 146 fecha a temporada de eventos da companhia norte-americana no Brasil este ano. Ao todo, a contar com a edição que ainda vai acontecer, são 61 lutas promovidas; ou seja, 122 oportunidades diretas dadas a atletas brasileiros apenas aqui no país - fora os que atuaram em edições nos EUA.

Além do incentivo de algumas prefeituras, como a de Caraguatatuba e Cajamar, ambas em São Paulo, e Recife, o evento, que tem Rafael Feijão como vice-presidente na América do Sul, ganhou força no país graças também ao apoio de empresas privadas, que acreditam no esporte e nas artes marciais como ferramenta de transformação e impulsionamento social.

Referência no setor de investimento e tecnologia, a RCX é uma das empresas que ajudaram o LFA a abrir vagas para os mais de 100 lutadores que subiram ao cage da organização nas edições brasileiras somente este ano. CEO-fundador da RCX, o empresário Paulo Bau exaltou a parceria.

"Acreditamos e apoiamos o esporte como um dos principais meios de desenvolvimento do ser humano. O esporte é educação, coletividade, parceria e dinamismo, incentivando os jovens das comunidades a imergir no esporte para que tenham uma direção em suas vidas. E nós, brasileiros, já chegamos muito longe com os nossos profissionais, não é à toa que temos grandes campeões que estão espalhados pelo mundo, mas que suas raízes são daqui. Acreditamos que cada vez mais empresários precisam mudar seus pensamentos e atentar seus olhares ao esporte e entender que investir nesse meio é investir no impacto de vida dos brasileiros. Queremos ver os jovens brasileiros voando cada vez mais alto, e queremos apoiar essa iniciativa a cada dia mais", destacou Bau.

Outro grande parceiro do evento no país é o laboratório Contraprova, que tem como CEO Fabio Alonso.

"O Contraprova, desde sua criação, tem grande interface com o esporte, tendo atuado em diversos casos de doping positivo, como na defesa do jogador peruano Paolo Guerrero, culminando com sua liberação para jogar a última Copa do Mundo.

O esporte está no nosso DNA e apoiar esse evento é o resgate dessa nossa vocação. É um grande prazer vincular nossa marca a um evento do porte do LFA, que revela jovens talentos para o mundo", exaltou Alonso.

Empresa que trabalha com soluções tecnológicas para a saúde, com especialidade em canabidiol, cada vez mais popular na sociedade e no esporte, a The Quantic Hub também vem tendo um papel importante na solidificação do LFA no Brasil. Um dos fundadores da marca, Sadao Oshiro falou da parceria.

"Entendemos as artes marciais como algo que vai além do esporte, elas ajudam o indivíduo a construir uma inteligência mental e emocional para lidar com as adversidades de forma centrada, equilibrada e segura. Isso nos aproxima por conceito e filosofia à saúde entendida como bem-estar e equilíbrio. Nossa parceria foi firmada pela confiança e respeito mútuos. Acreditamos muito no modelo do LFA e nas pessoas que conduzem tão bem esse grande evento. Apostamos no futuro de nossos atletas e na importância da participação da iniciativa privada no fomento e resgate das artes marciais no Brasil", concluiu Oshiro.

Uma das principais incentivadoras de atletas, equipes e eventos de luta no Brasil e na América do Sul, a Prime Esportes também é uma grande aliada do evento. Diretor de marketing da Prime, Fabiano Marinho elogiou o trabalho desenvolvido pela companhia no país.
"O LFA é uma organização estritamente profissional, e é isso que a gente busca para firmar parcerias. É tão acima do que a gente está acostumado, que a gente vê que eles realmente vieram para ficar, desde audiovisual, produção e, principalmente, o tratamento com o atleta. Tive a oportunidade de passar um evento inteiro, da concepção à finalização, ao lado do Ed Soares e do Rafael Feijão e vi de perto o comprometimento deles e de toda equipe", declarou Marinho.

O LFA 146 será transmitido ao vivo para todo o Brasil pelo Sportv e Canal Combate; e para o resto do mundo através do UFC Fight Pass.

A edição, realizada em parceria com a prefeitura de Cajamar, através da Secretaria Municipal de Esportes, vai promover uma arrecadação de alimentos não-perecíveis, que serão trocados por ingressos para assistir ao evento. Tudo o que for arrecadado será repassado a famílias em situação de vulnerabilidade.

Pontos de troca de ingresso (entre 08h e 17h):

Fundo Social de Solidariedade de Cajamar: Av. Arnaldo Rojek, 403, Jordanésia, Cajamar/SP.

NIC: Av. Tenente Marques, 3419, Polvilho, Cajamar/SP

O evento será transmitido ao vivo para para todo o Brasil pelo Sportv e Canal Combate; e para o resto do mundo através do UFC Fight Pass.

Confira abaixo o card completo:

LFA 146
Ginásio do Polvilho, Cajamar, SP
4 de novembro de 2022

Card principal


Peso-pena: Márcio Barbosa x Gabriel Santos
Peso-leve: Felipe Douglas x Rangel de Sá
Peso-galo: Jean Matsumoto x Inaildo Santos
Meio-médio: Carlos Prates x. Moacir Rocha
Peso-mosca: Felipe dos Santos x Hugo Paiva
Peso-mosca feminino: Luana Santos x Waleska Sousa

Card preliminar

Peso-mosca: Danilo Adreani x Yan Teixeira
Peso-palha feminino: Janaina Silva x Nayara Hemily
Peso-palha feminino: Ana Paula Ferreira x Julia Polastri
Meio-médio: Reginaldo Junior x Marcos Zinhani
Peso combinado (99,7kg): Levi Rodrigues x Leonardo Jenuíno
Peso leve: Manuel Robson Minoto x Allan Oliveira
Peso-palha feminino: Gabriela Fujimoto x Gabrielle Campelo