Leylah Fernandez, de 19 anos, vence Sabalenka e vai à final do US Open

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
Leylah Fernández comemora sua vitória sobre Aryna Sabalenka no Aberto dos Estados Unidos. (AFP/ELSA)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A revelação canadense Leylah Fernández, de 19 anos, avançou para sua primeira final de Grand Slam nesta quinta-feira ao derrotar a número 2 do mundo, a bielorrussa Aryna Sabalenka nas semifinais do Aberto dos Estados Unidos.

Fernández, de pai equatoriano, venceu Sabalenka por 7-6 (7-3), 4-6 e 6-4 em duas horas e 20 minutos de jogo na quadra principal de Flushing Meadows (Nova York).

Largando do 73º lugar do ranking mundial, Fernández se tornou uma das grandes sensações do torneio ao derrotar três integrantes do top 5: Sabalenka, Elina Svitolina e Naomi Osaka.

A segunda semifinal feminina do Open será disputada na noite desta quinta-feira pela grega Maria Sakkari e pela britânica Emma Raducanu, de 18 anos.

Uma dessas três tenistas erguerá o primeiro título de Grand Slam de sua carreira no sábado.

Depois de se tornar favorita do público de Nova York, Leylah Fernández está a um passo de coroar um grande Aberto dos Estados Unidos, depois de não ter conseguido passar da terceira fase em suas últimas seis participações em Grand Slams.

"Não tenho ideia" de como ganhei, disse a canadense após o jogo, agradecendo o apoio do público e das personalidades que vieram torcer por ela, como seu compatriota Steve Nash, ex-astro da NBA e atual técnico do Brooklyn Nets.

Nash "é uma grande inspiração", disse ela. "Obrigado ao público. Os torcedores nunca desistiram de mim, nunca pararam de me apoiar".

"São anos e anos de trabalho, lágrimas, sangue e sacrifícios. E de deixar tudo na quadra. Eu queria estar na final", destacou.

Antes de completar 18 anos na segunda-feira, Fernández já havia se destacado ao vencer duas ex-número 1 do mundo, a alemã Angelique Kerber e a japonesa Osaka, terceira do mundo e atual campeã do US Open.

Subindo mais um degrau, a canadense eliminou nesta quinta-feira a segunda colocada, Sabalenka, que pela segunda vez perdeu a chance de disputar uma final de Grand Slam.

- Duelo acirrado -

Sob uma chuva de aplausos, Fernández apareceu na quadra com um sorriso e confiança incomuns em uma adolescente estreando na semifinal de Grand Slam, que contrastava com o comportamento sério e concentrado de Sabalenka.

A semifinalista do último Wimbledon foi a primeira a conseguir uma quebra de serviço apenas no segundo game.

A bielorrussa de 23 anos começou como um furacao impondo seu estilo agressivo e dominante, sempre à frente e em busca do ponto decisivo.

Ao longo do jogo, Sabalenka conquistou 45 winners contra 26 de Fernandez, mas também cometeu mais 29 erros não forçados que sua adversária.

Acertando um ace, a bielorrussa abriu 4-1, mas Fernández, com a frieza com que virou um set contra Osaka e Kerber, recuperou a quebra graças a uma dupla falta de Sabalenka.

O número 2 do mundo teve um set point quando estava 6-5, mas mandou um voleio na rede e o set foi para o tiebreak, sendo vencido pela canadense.

No segundo set, Sabalenka quebrou o serviço de Fernandez no primeiro game, mas a canadense devolveu a quebra de saque no quarto game.

Sabalenka, que teve problemas para controlar suas emoções ao longo de sua carreira, parecia cada vez mais nervosa na frente de uma jogadora ousada, imune à pressão, que devolvia seus golpes de forma envenenada.

A bielorrussa gesticulou para o público pedindo mais apoio mas não teve sucesso e, quando se sentou em um intervalo, liberou sua raiva batendo com a raquete três vezes contra a quadra.

O desafogo surtiu efeito. Sabalenka conseguiu quebrar novamente no oitavo game e voltou para a partida vencendo o segundo set.

No terceiro, as duas voltaram a quebrar o serviço adversário e, com uma vantagem de 5-4 para Fernández, os nervos traíram Sabalenka em seu serviço e ela sucumbiu diante da jovem emergente.

Se a outra vencedora nesta quinta-feira for Raducanu, número 150 do mundo, será a primeira final de Grand Slam entre sub-20 desde que Serena Williams (17 anos) venceu Martina Hingis (18) no Aberto dos Estados Unidos em 1999.

gbv/cl/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos