Levir valoriza empate, mas lamenta ‘inoperância ofensiva’ do Santos

O Santos foi massacrado pelo Grêmio neste domingo, em Porto Alegre. Após começar bem a partida, válida pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Peixe viu o Tricolor Gaúcho controlar as ações em praticamente todo o confronto. Porém, na única bola que mandou em direção ao gol, o alvinegro conseguiu abrir o placar com David Braz, até levou o empate na sequência, mas saiu da Arena gremista com o empate em 1 a 1 na bagagem.

Apesar de comemorar o ponto conquistado fora de casa, o técnico Levir Culpi fez questão de criticar o fraco desempenho santista no ataque.

“Foi um ótimo resultado, pela qualificação do Grêmio, que é um dos melhores times do Brasileiro. Mas tivemos alguns momentos na partida de uma inoperância ofensiva que não pode acontecer. No segundo tempo nós demos uma preferência pela defesa e não pelo ataque. Foi mais uma coisa instintiva. Não gostei. Mas estou valorizando o resultado pois ele é muito difícil aqui contra o Grêmio”, explicou o comandante em entrevista coletiva após o confronto.

Com o empate no Sul, o Santos chegou aos 31 pontos e manteve-se na terceira colocação do Brasileiro. E na próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília) o alvinegro reencontra o Flamengo, que o eliminou na Copa do Brasil. O duelo, válido pela 18ª rodada do Brasileirão, acontecerá no Pacaembu.

“Vamos jogar em casa contra o Flamengo. São situações equilibradas. A obrigação de vencer torna o jogo mais disputado fisicamente do que tecnicamente. Temos que nos adaptar”, concluiu Levir.