Lesionada, Barty abandona WTA 1000 de Roma contra Gauff a duas semanas de Roland-Garros

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
A australiana Ashleigh Barty devolve a bola para a americana Cori Gauff durante sua partida do Aberto da Itália no Foro Itálico em 14 de maio de 2021, em Roma
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A tenista número 1 do mundo, Ashleigh Barty, foi forçada a deixar a quadra devido a uma lesão nesta sexta-feira nas quartas de final do torneio de Roma, contra a americana Coco Gauff, pouco mais de duas semanas antes do torneio de Roland-Garros (que será disputado de 30 de maio a 13 de junho).

A australiana, campeã no tradicional torneio francês em 2019, vencia no segundo set (6-4, 2-1) quando chamou um membro do serviço médico. Em seguida, deixou a quadra após cumprimentar sua adversária. É uma lesão no braço direito, disse a WTA.

Coco Gauff avança, portanto, aos 17 anos, às semi-finais onde vai enfrentar a ucraniana Elina Svitolina, cabeça de chave número 5, ou a polonesa Iga Swiatek (15ª do mundo).

Ashleigh Barty, apesar de estar com a coxa esquerda enfaixada desde o início desta semana em Roma, parecia em muito boa situação para chegar pelo menos à final, como já havia conseguido em seus dois últimos torneios, em Stuttgart (campeã) e em Madri (vice-campeã depois de perder para a bielorrussa Aryna Sabalenka).

Contra Gauff, ela conseguiu dominar o jogo sem perder o ritmo apesar de duas interrupções por conta da chuva.

Barty se junta às principais favoritas que deixaram o torneio, após as eliminações na segunda rodada de Naomi Osaka, Serena Williams e Simona Halep (lesionada), e de Sabalenka nas oitavas.

Já a tcheca Karolina Pliskova (9º) e a croata Petra Martic (25º) se enfrentam nas semifinais na capital italiana.

Pliskova sofreu, mas conseguiu derrotar a letã Jelena Ostapenko (49ª e ex-campeã de Roland Garros) nas quartas de final por 4-6, 7-5 e 7-6.

A tenista tcheca, finalista nas duas últimas edições do torneio romano (campeã em 2019, vice-campeã em 2020), precisou salvar três match points no terceiro set antes de alcançar a vitória.

"O início foi realmente horrível, fui muito lenta. Jelena bateu forte e eu não conseguia reagir", admitiu Pliskova.

"Mas estou orgulhosa da maneira como lutei", disse ela.

Petra Martic derrotou a americana Jessica Pegula (31º) nas quartas de final por 7-5, 6-4.

O torneio feminino de Roma é disputado no saibro e na categoria feminina distribui pouco mais de 1,8 milhão de dólares em prêmios.

-- Torneio de Roma

- Simples feminino - Quartas de final:

Coco Gauff (EUA) x Ashleigh Barty (AUS/N.1) 4-6, 1-2 e abandono

Karolina Pliskova (CZE/N.9) x Jelena Ostapenko (LAT) 4-6, 7-5, 7-6 (7/1)

Petra Martic (CRO) x Jessica Pegula (EUA) 7-5, 6-4

alu/dif/smr/dr/aam