Com lesão muscular, Edílson desfalca o Grêmio por duas semanas

O elenco Tricolor não terá tempo para lamentações depois da eliminação na semifinal do Campeonato Gaúcho para o Novo Hamburgo. Na tarde desta segunda-feira, o grupo já voltou a treinar. O foco agora é a Libertadores novamente. Na quinta-feira, às 21h45 (de Brasília), o Grêmio enfrenta o Guaraní-PAR, na Arena, pela quarta rodada do Grupo 8 da Copa Libertadores da América.

O clube gaúcho confirmou nesta segunda-feira uma baixa no time titular. Substituído no segundo tempo da partida contra o Novo Hamburgo, o lateral-direito Edílson teve constatada lesão muscular de grau 1 na coxa esquerda e ficará de fora por pelo menos duas semanas. O atleta desfalcará o time nas duas próximas rodadas da Libertadores.

Com a lesão de Edílson, o lateral Léo Moura volta para a direita. O jogador Ramiro deve voltar a fazer a função de meia e o volante Arthur deve assumir a vaga Ramiro na volância. Outra possibilidade é que o técnico Renato Portaluppi escale o atacante Lucas Barrios, dando mais ofensividade ao time.

O treinador ainda não vai contar com mais três jogadores. O meia Michel, que está suspenso pela expulsão na partida contra o Guaraní-PAR, no Estádio Defensores del Chaco, na última quarta-feira. O atacante Fernandinho que está com entorse no tornozelo esquerdo e o meia Gaston Fernandez, que está com dores musculares na coxa direita.

No treinamento desta terça-feira, os reservas realizaram atividades comandadas pelo auxiliar Alexandre Mendes. Os titulares na partida de eliminação do Campeonato Gaúcho ficaram na academia realizando trabalhos regenerativos. O volante Ramiro chegou a aparecer no campo, mas apenas observou as atividades. Já, o goleiro Marcelo Grohe treinou com o preparador de goleiros Rogério Godoy.