Barcelona e Sevilla fazem duelo de opostos na final da Copa do Rei da Espanha

EFE

Madri, 20 abr (EFE).- Barcelona e Sevilla, vivendo momentos distintos nesta reta final de temporada, mas, ambos em busca do primeiro título, se enfrentarão neste sábado no estádio Wanda Metropolitano, em Madri, na decisão da Copa do Rei da Espanha.

O time catalão está na liderança do Campeonato Espanhol, com 83 pontos, e está muito perto de assegurar o troféu. Os 'Blaugranas', com isso, precisam de uma vitória na visita ao Deportivo La Coruña, que acontecerá no dia 29 de abril.

Antes disso, no entanto, o clube pode garantir a taça, desde que o Atlético de Madrid não faça mais do que quatro pontos nos duelos contra Betis e Alavés, e o Real Madrid não vença o Leganés, em jogos que acontecerão antes do próximo compromisso do Barça.

O Sevilla, por sua vez, está apenas na sétima colocação do Espanhol, com 48 pontos, três distante do Villarreal, que fecha a zona de classificação para a Liga Europa. Se o campeonato acabasse agora, o time dependeria da Copa para ir ao torneio continental.

Os dois times, no entanto, ainda se recuperam da eliminação na Liga dos Campeões, em que o Barça sofreu a chamada 'remontada' para a Roma. A equipe da Andaluzia, por sua vez, vendeu caro a série diante do Bayern de Munique, também nas quartas de final.

Neste sábado, o time catalão tentará chegar a 30 títulos na Copa do Rei, na 40ª final que disputa, ampliando a hegemonia, já que o segundo maior vencedor é o Athletic Bilbao, com 23 taças. O Sevilla buscará ser campeão pela sexta vez, na nona decisão que participa.

Os dois times já duelaram em cinco finais, por diferentes competições, com o Barça levando a melhor em quatro oportunidades e perdendo apenas uma. O último encontro foi na Supercopa da Espanha, em 2016, com o time catalão ganhando fora por 2 a 0, e em casa por 3 a 0.

Para tentar ampliar a vantagem no confronto, o técnico Ernesto Valverde terá força máxima a disposição. O comandante 'blaugrana' ainda poupou quase todos os titulares no empate com o Celta de Vigo em 2 a 2, pela 33ª rodada do Espanhol. Toda a linha defensiva, Busquets, Rakitic, Iniesta, Luis Suárez e Messi ficaram fora.

Mudança certa, com relação ao time habitualmente escalado é o no gol, com o holandês Jasper Cillessen, que é dono da posição na Copa do Rei, substitindo o alemão Marc-Andre Ter Stegen.

A única dúvida para a definição do 11 inicial é entre Philippe Coutinho e o atacante francês Ousmane Dembélé. O primeiro faria a equipe seguir atuando no 4-4-2, enquanto a presença do segundo voltaria ao "clássico" sistema com três homens mais adiantados.

O Sevilla, que ao longo da temporada trocou o técnico argentino Eduardo Berizzo pelo italiano Vincenzo Montella, chega para a partida em uma série de sete jogos sem conseguir, sendo cinco no Espanhol e dois na 'Champions'.

Para a final com o Barça, o único desfaque na equipe é o zagueiro dinamarquês Simon Kjaer, que está lesionado, e deverá ser substituído pelo lateral-direito argentino Gabriel Mercado, que será deslocado para o miolo do setor defensivo. Assim, o espanhol Jesús Navas seguirá na ala.

A principal dúvida é quanto a formação do setor ofensiva, já que o espanhol Sandro Ramírez e o colombiano Luis Muriel podem ganhar oportunidade, substituindo, respectivamente o argentino Joaquín Correa e o francês Wissam Ben Yedder. Há possibilidade, ainda, de mudança de formação tática, com dois homens mais avançados.


Prováveis escalações:.

Sevilla: Soria; Navas, Mercado, Lenglet e Escudero; Nzonzi, Banega, Sarabia, Vázquez e Correa (ou Sandro); Ben Yedder (ou Muriel). Técnico: Vincenzo Montella.

Barcelona: Cillessen; Sergi Roberto, Piqué, Umtiti e Alba; Busquets, Rakitic, Coutinho e Iniesta; Luis Suárez e Messi. Técnico: Ernesto Valverde.

Árbitro: Jesús Gil Manzano (Espanha), auxiliado pelos compatriotas por Ángel Nevado Rodríguez e Juan Carlos Yuste Jiménez.

Estádio: Wanda Metropolitano, em Madrid (Espanha). EFE


Leia também