Apaixonado pelo Flamengo, Leonardo relembra Zico e elogia Jorge Jesus: “Agressividade de europeu”

Yahoo Esportes
Leonardo durante jogo do Paris Saint-Germain. (Foto: Xavier Laine/Getty Images)
Leonardo durante jogo do Paris Saint-Germain. (Foto: Xavier Laine/Getty Images)

Tiago Leme, de Paris (@tiago_leme)

Revelado pelo Flamengo e torcedor apaixonado do clube, o ex-lateral esquerdo e meia Leonardo, não escondeu a sua felicidade com o atual ótimo momento do clube. Hoje diretor esportivo do Paris Saint-Germain, ele fez elogios ao trabalho do técnico português Jorge Jesus, destacando a forma ofensiva como o time carioca está atuando. Questionado sobre o assunto pela reportagem do Yahoo Esportes, o dirigente entrou no debate sobre o diferencial de ter um treinador estrangeiro no Brasil atualmente. Para ele, o Fla de 2019 joga um futebol no estilo europeu que há muito tempo não se via no país.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

“É diferente, porque acho que o que ele trouxe de intensidade e de agressividade, isso foi uma coisa que o Campeonato Brasileiro perdeu, isso é muito europeu. Então eu acho que ele conseguiu e acabou encontrando um grupo de jogadores que se adaptou muito bem a isso, a resposta foi imediata, esse time começou a deslanchar. Então, realmente é bonito de ver, ver o Maracanã daquele jeito. Eu estive no Brasil três semanas atrás, na pausa da seleção, e fui ao Maracanã, e realmente é um momento que é para tirar muitas fotos, porque vai ser falado daqui a alguns anos”, opinou Leonardo, em entrevista na zona mista do Parque dos Príncipes após a vitória do PSG sobre o Brugge, por 1 a 0, pela Champions League.

Leia também:

Leonardo atuou na equipe profissional do Flamengo entre 1897 e 1990, conquistando Campeonato Brasileiro de 1987. Depois, no fim da carreira, voltou ao clube em 2002. Neste meio tempo, vestiu as camisas do São Paulo, Valencia, PSG, Kashima Antlers e Milan. Aos 50 anos de idade, o ex-atleta nascido em Niterói não esconde a sua paixão pelo Rubro-Negro. Este ano, com o time na final da Libertadores, contra o River Plate no dia 23 de novembro, e com boa vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro, ele apontou os méritos da diretoria do clube e espera comemorar dois títulos nas próximas semanas. 

“Como um ex-jogador do Flamengo e não só, como um apaixonado pelo Flamengo, estou muito feliz. Acompanho tudo, acompanho um pouco na minha, sem estar muito perto. Quer dizer, acabo estando perto porque tem muita gente no clube que eu tenho contato sempre. Fico muito feliz por esse grupo de dirigentes, muito feliz pelo presidente (Rodolfo) Landim, por todo o grupo que eles formaram, que foram construindo isso, e o Flamengo chegou realmente a um ponto de ser organizado. E e agora chegando a uma oportunidade, que são 38 anos depois, desde 81, você voltar a uma final de Libertadores contra o River, e na frente do campeonato com oito pontos à frente do segundo. Então, repetir a façanha de ganhar o Brasileiro e a Libertadores, realmente seria uma coisa extraordinária”.

Companheiro de Zico no Flamengo na década de 80 e depois no Kashima, no Japão, nos anos 90, Leonardo também relembrou os tempos áureos que o time carioca viveu com o ex-camisa 10 em campo naquela época. Para ele, o momento de empolgação da equipe atual remete ao passado.

“Ver o Maracanã como está, e ver o Rio como está vivendo tudo isso é maravilhoso, me faz lembrar da minha época, porque tinha um que carregava todo mundo que era o Zico, carregava multidões, e agora a gente vê isso acontecer de novo. Isso realmente me dá muito prazer e alegria”, finalizou.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter |Flipboard |Facebook |Spotify |iTunes |Playerhunter

Leia também