Leonardo, diretor do PSG, reclama de convocação de Messi para a seleção argentina: 'Não concordamos'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Diretor esportivo do Paris Saint-Germain, o brasileiro Leonardo reclamou das convocações de alguns jogadores do time francês para suas respectivas seleções na Data-Fifa de novembro. Sem poder contar com Lionel Messi, principal nome do clube, nas últimas dois jogos, o dirigente falou sobre o tema.


Em entrevista ao jornal "Le Parisien", o diretor não citou nominalmente o camisa 30 argentino, mas o ex-jogador do Barcelona é quem necessita de mais cuidados, após contusão no joelho e na coxa. Compatriota de Messi, Leandro Paredes, que também está lesionado, foi convocado por Lionel Scaloni.

+ Veja a tabela e os jogos da Ligue 1

- Não concordamos em deixar entrar na seleção um jogador que, para nós, não esteja em condições físicas ou que esteja em fase de reabilitação. Isso não faz sentido, e esse tipo de situação merece ser definido um acordo real com a Fifa - disse Leonardo.

+ Dentinho ficou livre no mercado: veja 30 jogadores interessantes sem clube

Desde que estreou pelo PSG, no fim de agosto, Messi perdeu seis partidas pelo clube francês seja por lesão ou por estar a serviço da seleção argentina. Ao todo, o jogador de 34 anos entrou em campo oito vezes na nova equipe e marcou três gols.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos