Lentidão no Senado incomoda apoiadores do PL do Clube-Empresa

Yahoo Esportes
Bola de futebol (Ale Cabral/AGIF)
Bola de futebol (Ale Cabral/AGIF)

A demora para o presidente do Senado, David Alcolumbre (DEM-AP), ler o projeto de lei do clube-empresa causa desconforto em apoiadores do texto aprovado na Câmara dos Deputados. Entre eles, é dado como certo que a leitura do projeto, se de fato acontecer, já ficou apenas para o ano que vem, embora o recesso parlamentar não tenha começado oficialmente. O deputado Pedro Paulo (DEM-RJ) é o autor do projeto de lei, que tem entre os seus principais apoiadores o líder da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Ligou o sinal de alerta entre os que apoiam o projeto da câmara do clube-empresa a aproximação de Alcolumbre e pessoas próximas à CBF e o fato de, apesar de um acordo verbal para que Romário assumisse a relatoria do projeto de lei no Senado, o ex-jogador não ter sido mais procurado para tratar do assunto. Romário é um crítico declarado da CBF e de seu atual presidente, Rogerio Caboclo.

Leia também:

O principal temor em relação à morosidade para que o projeto de lei seja colocado na pauta é que o hiato até a volta do recesso propiciará tempo de sobra para eventuais ações para descaracterizar o projeto de lei.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter |Flipboard |Facebook |Spotify |iTunes |Playerhunter

Leia também