A lenda de Messi põe fogo na Liga Espanhola

Por Gabriel RUBIO GIRON

Com dois gols na vitória no clássico contra o Real Madrid, o astro argentino Lionel Messi colocou o Barcelona na liderança da Liga e pressionou o clube catalão para a renovação do contrato.

O atacante apareceu em campo quando o time mais precisava e se tornou protagonista absoluto do jogo vibrante. O camisa 10 empatou a partida e depois apareceu aos 47 minutos do segundo tempo para garantir a vitória no duelo.

"Apareceu na entrada da área, deu conta das adversidades e levantou o time", afirmou o diretor do jornal espanhol AS, Alfredo Relaño, em sua coluna desta segunda-feira.

"O futebol é propriedade de Messi", garantiu Ernest Folch, do Mundo Deportivo. Já o jornal Marca, da capital, cedeu ao talento de Messi, que foi "realmente fabuloso".

Depois da eliminação nas quartas de final da Liga dos Campeões, a atuação colocou o Barcelona no topo da Liga, a cinco rodadas do fim. O time está empatado em 75 pontos com o Real Madrid, mas tem vantagem no confronto direto.

- "Faz a diferença" -

Messi foi o herói do encontro. Com os dois gols marcados, o argentino se consolidou como artilheiro do Campeonato Espanhol (31 gols) e da história do clássico (23), além de chegar à incrível marca de 500 gols em 577 jogos pelo Barça, outro recorde.

"Messi é decisivo até quando está em casa jantando. Para mim, é o maior jogador da história e olha que eu já vi muito futebol", afirmou o técnico Luis Enrique após a partida.

"No futebol moderno, quando todos estão melhor física e tecnicamente, Messi continua fazendo a diferença", acrescentou o treinador.

A atuação do argentino, que terminou a partida mostrando a camiseta para o público, escondeu o eterno rival português Cristiano Ronaldo na briga por recordes e títulos. CR7 foi discreto em todo jogo e perdeu grande chance dentro da área.

Messi respondeu dentro de campo o novo recorde do português, que chegou aos 100 gols na Liga dos Campeões.

O argentino, vencedor de cinco Bolas de Ouro, vive excelente fase em sua 13ª temporada desde a estreia em 2004/2005.

- Em busca da renovação -

Em 47 jogos no ano, Messi balançou as redes 48 vezes. Foram 11 gols na Champions e 31 na Liga Espanhola, artilheiro absoluto do campeonato. O argentino quer a quarta chuteira de ouro, depois de receber o prêmio em 2009/2010, 2011/2012 e 2012/2013.

A bela atuação voltou a colocar em debate a renovação do astro, que tem contrato com o Barça até junho de 2018.

As negociações "avançam em bom ritmo e as perspectivas são extremamente positivas", revelou o jornal Sport há um mês, enquanto o Mundo Deportivo também se mostrou otimista nesta segunda-feira.

"Ver Messi segurando a camisa do Barcelona para a torcida no Bernabéu é a garantia que a renovação com o Barça é questão de tempo", afirmou o jornal catalão.

Segundo Sport, o Barcelona estaria disposto a oferecer mais quatro anos de contrato, até 2022, quando Messi teria 34 anos e praticamente encerraria a vida esportiva no time.