Lenda francesa ataca Neymar, Mbappé e Cavani: "não são heróis, são egos"

Goal.com
Thilo Kehrer ainda revela Thomas Tuchel o atraiu para o PSG e como o craque brasileiro e Mbappé são

"Neymar é completamente diferente no privado", diz companheiro do PSG

Thilo Kehrer ainda revela Thomas Tuchel o atraiu para o PSG e como o craque brasileiro e Mbappé são

O trio badalado do Paris Saint-Germain virou alvo novamente de pesadas críticas. O último a atacar Neymar, Kylian Mbappé e Edinson Cavani foi Jean-Pierre Papin, vencedor da Bola de Ouro de 1991.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

Os atacantes foram a linha defensiva mais cara da história do futebol, mas não conseguiram evitar a derrota por 3 a 2 para o Liverpool, na última terça-feira (18), na estreia da fase de grupos da Champions League.

"No PSG, eles não são heróis, são egos. A certo ponto, independente do seu status, têm que jogar para o time", disse Papin ao Le Parisien

"Tem uma diferença entre estrelas que vemos na França e as que jogam fora. Aqui temos a impressão de que são impossíveis de lidar. Por que o Liverpool consegue botar os jogadores na linha e aqui não? Quando Neymar era do Barcelona, ele ajudava na marcação", afirmou.

Papin fez história com as camisas de Olympique de Marselha e Milan, entre outras equipes. "Qualidade não é o problema, está no DNA destes jogadores. Mas eles precisam se unir, fazer com que todos se beneficiem destas qualidades. O projeto do clube é a Champions League. Se os jogadores não tiverem isso na cabeça, nunca vão vencer", avisou.

Leia mais:
Jair reúne funcionários do Timão para pedir apoio
Mulheres estão no comando de clubes da América do Sul
Como explicar a explosão de 'Fortnite' e 'PUBG'

Leia também