Lenda do Barcelona, Piqué tece duras críticas à Superliga: 'Destrói o sistema para obter renda'

Nathalia Almeida
·2 minuto de leitura

Se dentro das quatro linhas o desempenho não é mais o mesmo de anos passados, Gerard Piqué segue sendo uma figura de liderança diante dos microfones e nos vestiários do Barcelona, sempre com posicionamentos incisivos e marcantes sobre temas considerados controversos. Ao mesmo tempo em que Lionel Messi evita entrar em assuntos complexos, o zagueiro catalão não se esquiva deles, e sua mais recente entrevista concedida ao programa 'Universo Valdano' do canal Movistar+ prova isso.

Além de falar sobre as perspectivas esportivas do Barcelona, seus jovens talentos em ascensão e o trabalho em andamento de Ronald Koeman, o defensor deu sua opinião sincera sobre a polêmica Superliga Europeia, competição fundada no domingo (18) e já suspensa por seus idealizadores após debandada de clubes e enorme pressão popular. O camisa 3 afirmou entender as motivações de Laporta, mas se posicionou de forma contrária às bases/valores do torneio.

Piqué é uma das lideranças do atual elenco do Barcelona | Soccrates Images/Getty Images
Piqué é uma das lideranças do atual elenco do Barcelona | Soccrates Images/Getty Images

"Se eu me colocar no lugar do presidente, há uma situação herdada, uma situação econômica muito ruim. Tomará, portanto, a decisão que julga melhor para o clube. Neste momento, o Barcelona é o fundador da Superliga e acredito que essa decisão tem uma motivação clara referente à situação econômica do clube. Mas se eu olhar do ponto de vista do jogador, uma visão global, não acho que seja positivo no longo prazo para o mundo do futebol", afirmou.

"Na minha visão, você está destruindo todo o sistema para obter renda. Queremos isso para o futebol? Que Sevilla, Valencia, Everton, Leicester e Napoli desapareçam? Pois esse é o rumo (...) O que está claro é que o modelo precisa mudar. É preciso encontrar um equilíbrio no qual os grandes possam coexistir com os não tão grandes. Na LaLiga e na UEFA, devem ter mais peso que um time de categoria inferior. Quanto mais votos, mais renda. Mas quebrando com tudo, quebrando o ecossistema... Junto você quebra os empregos"

O que está acontecendo é o reflexo da sociedade. É o capitalismo puro e simples. Não existe um modelo perfeito. É preciso buscar o modelo mais equilibradoPiqué, em entrevista ao Movistar+

Piqué se mostrou contrário à ideia da Superliga Europeia | Soccrates Images/Getty Images
Piqué se mostrou contrário à ideia da Superliga Europeia | Soccrates Images/Getty Images