Lembre como 'passagem' pelo Vasco ajudou Pelé a chegar à Seleção Brasileira

Pelé é torcedor declarado do Vasco (Arquivo/Vasco)


No caminho de Pelé tinha o Vasco. Não só o Vasco de São Lourenço, que despertou seu carinho e apresentou Bilé, um de seus primeiros ídolos. O torcedor declarado do Cruz-Maltino teve a oportunidade de vestir a camisa do clube de São Januário, no caminho para sua consagração como campeão da Copa do Mundo pela Seleção Brasileira.


Tudo começou quando Santos e Vasco decidiram organizar um combinado para disputar o Torneio Internacional do Morumbi em 1957. O Combinado Santos/Vasco teve a presença de Pelé, então adolescente de 16 anos, em três partidas disputadas no Maracanã com a camisa cruz-maltina.

Logo na primeira partida, Pelé levou a torcida ao delírio ao marcar três gols na goleada por 6 a 1 do Combinado Santos/Vasco sobre o Belenenses (POR). O "Rei" ainda balançou a rede diante do Flamengo, no empate em 1 a 1. A outra partida, contra o Dinamo de Zagreb (IUG) também terminou em 1 a 1 e com gol do "Rei" com a camisa do Vasco. A única partida do combinado com a camisa do Santos foi realizada no Morumbi e trouxe o empate em 1 a 1 com o São Paulo.


+ Mundo do futebol lamenta morte de Pelé: 'Talento dado por Deus'

O torneio foi disputado entre os dias 19 e 29 de junho. Pelé estava entre os convocados da Seleção Brasileira na lista do técnico Sylvio Pirillo para a Copa Roca no mês seguinte.

+ MERCADO DA BOLA: saiba as movimentações do seu time

Em 7 de julho, o jovem estreou contra a Argentina no Maracanã. Coube ao então camisa 13 substituir Del Vecchio. E logo depois, balançou a rede pela primeira vez com a camisa brasileira na derrota por 2 a 1 para os "hermanos".

Três dias depois, o "Rei" dava a volta olímpica. Com um gol seu e outro de Mazzolla, a Seleção venceu a Argentina por 2 a 0 no Pacaembu. Aos poucos, Pelé foi se aprumando até abrir caminho para o título da Copa do Mundo de 1958.

Pelé morreu na última quinta-feira (29) em decorrência da falência de múltiplos órgãos. Ele não resistiu a uma progressão do câncer de cólon que enfrentava.