Leipzig goleia Shakhtar e vai às oitavas da Champions; Real Madrid atropela Celtic

O RB Leipzig conseguiu se classificar nesta quarta-feira para as oitavas de final da Liga dos Campeões ao golear por 4 a 0 o Shakhtar Donetsk em Varsóvia.

Com um gol e uma assistência do francês Christopher Nkunku, o Leipzig (12 pontos) garantiu o segundo lugar do Grupo F, atrás do Real Madrid (13 pontos), que hoje bateu o Celtic por 5 a 1 no Santiago Bernabéu.

O Shakhtar, que disputou seus jogos como mandante na Polônia devido à guerra na Ucrânia, ficou em terceiro e vai disputar o mata-mata prévio às oitavas da Liga Europa.

Assim como na semana passada, na vitória por 3 a 2 sobre o Real Madrid, Nkunku voltou a ser decisivo para o time alemão.

O francês abriu o placar aos dez minutos de jogo aproveitando rebote depois em finalização do atacante Timo Werner.

Aos cinco do segundo tempo, o português André Silva ampliou para o Leipzig, antes Dominik Szoboszlai fazer o terceiro aproveitando passe de Nkunku.

Seis minutos depois, o zagueiro ucraniano Valeriy Bondar marcou contra o gol que fechou a goleada dos visitantes.

A nota negativa para o Leipzig, no entanto, foi a substituição por lesão de Werner. No início do primeiro tempo, o atacante alemão saiu do jogo com problemas no joelho após uma entrada forte do capitão do Shakhtar, Taras Stepanenko.

O primeiro diagnóstico ainda durante a partida foi bastante tranquilizador, mas Werner terá que se submeter a mais exames, a uma semana do anúncio da lista de convocados do técnico Hansi Flick para a seleção alemã que vai disputar a Copa do Mundo no Catar.

O RB Leipzig é o quarto clube da Alemanha a se classificar para as oitavas de final da Champions, depois de Bayern de Munique, Eintracht Frankfurt e Borussia Dortmund.

Simultaneamente, o Real Madrid, que já estava garantido nas oitavas, atropelou o Celtic da Escócia por 5 a 1 no Santiago Bernabéu.

O time merengue resolveu o jogo abrindo 2 a 0 aos 20 minutos do primeiro tempo com Luka Modric e Rodrygo, ambos de pênalti.

Aos 35, o goleiro belga Thibaut Courtois defendeu uma penalidade cobrada por Josip Juranovic e manteve a vantagem madridista na partida.

Na segunda etapa, Marco Asensio, Vinícius Júnior e Federico Valverde completaram o massacre do Real, antes de Jota marcar o gol de honra do Celtic em bela cobrança de falta.

"O jogo foi bom desde o início, estávamos focados, queríamos evitar problemas e terminar bem a fase de grupos. E alcançamos nossos objetivos", comemorou o técnico merengue, Carlo Ancelotti.

bur-ama/lh/rsc/dr/cb