Leila se incomoda com presidente da FPF após post pelos 105 anos do clube

O casal José Roberto Lamacchia e Leila Pereira com Maurício Galiotte (Foto: Reprodução)
O casal José Roberto Lamacchia e Leila Pereira com Maurício Galiotte (Foto: Reprodução)


Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da Federação Paulista de Futebol, foi convidado ao banquete de aniversário do Palmeiras, mas os problemas recentes ainda não estão totalmente resolvidos. Enquanto o presidente Maurício Galiotte minimizou o convite, a conselheira e patrocinadora Leila Pereira mostrou incômodo com o comandante da FPF.

O estopim foi a postagem da federação em homenagem aos 105 do Verdão. Leila a considerou "deselegante", pois aparecem destacados alguns uniformes antigos, inclusive com a marca da Parmalat - a camisa com a Crefisa vem abaixo, na visão dela mais escondida, ao lado da Fiat.

As divergências vêm desde a final do Paulista de 2018. Em 2019, durante o mata-mata, a FPF criou um patch para o uniforme das equipes estampado com a marca da Sicredi, cooperativa financeira concorrente da Crefisa. O Verdão não incluiu o escudo em sua roupa.

- Eu não gostei (da publicação), e digo uma coisa: depois reclamam porque as empresas não investem no futebol, por atitudes como esta. O Palmeiras tem um patrocínio que eu repito: o maior da história do futebol brasileiro. E a Federação que cuida do meu clube tem um ato deselegante. Colegas empresários me perguntam se estou louca, querendo saber por que eu estou no investido no futebol. Aí veem a Federação fazer uma coisa dessa (no post) e ligam, mas o que posso fazer? Não vou deixar de colaborar pelo meu clube. Às vezes acho que fazem de propósito para criar um clima, mas não vão estragar nada. É só mais uma atitude deselegante, porque a partir do momento que o Palmeiras é um time tão gigante, tem um patrocinador muito importante, que poderia ser exemplo para outras equipes, vem este cidadão, presidente da Federação e afasta empresas no intuito de patrocinar outros times - reclamou.

- A postagem eu não vi, tenho mais do que fazer do que ver postagem da Federação Paulista, mas um amigo me mandou e eu achei muito deselegante. Mas eu vou te falar uma coisa: partindo de uma pessoa que não respeita o Palmeiras, eu não esperaria outra coisa, que não respeitasse o patrocinador do Palmeiras. Acho que ele está sendo mal orientado, não sei se foi o departamento de comunicação dele. Não poderia esperar nada diferente desta pessoa que não respeita o Palmeiras - acrescentou.

Além de Reinaldo Carneiro Bastos, o presidente do TJD-SP, deputado Antônio Olim, também esteve no banquete. Ele não deu sequência ao pedido de impugnação da decisão do Paulista de 2018, e já alfinetou o clube diversas vezes publicamente.

Galiotte justificou as presenças por ser um evento institucional em que foram convidadas "todas as entidades que participam do futebol". Estavam no local, por exemplo, os presidentes de São Paulo, Santos, Athletico, Bahia e Vasco, o prefeito de São Paulo Bruno Covas e Fernando Capez, presidente do Procon-SP.













Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também