Santos foi vítima de 'Lei do Ex' em nove dos 23 gols sofridos no Brasileirão

·1 minuto de leitura


Na derrota para o Flamengo por 4 a 0, o Santos voltou a ser vítima de uma situação que tem sido costumeira contra o clube: a chamada "lei do ex". Três dos quatro gols da equipe carioca foram marcados pelo atacante Gabriel Barbosa, revelado nas categorias de base do clube.

No Campeonato Brasileiro, nada menos do que nove dos 23 gols sofridos pelo Santos foram marcados por jogadores revelados ou com passagens pela Vila Belmiro, sendo seis dos últimos oito gols sofridos pelo clube uma aplicação da famosa e indesejada Lei do Ex.

O Santos experimentou isso logo na estreia no Brasileirão. Na derrota para o Bahia, em Salvador, dois dos três gols sofridos pela equipe foram marcados pelo meia Thaciano. Na derrota para o Fluminense, mais um gol de ex-santista, o meia-atacante Nenê.

A Lei do Ex deu uma trégua ao clube até a sequência citada anteriormente, de seis dos últimos oito gols sofridos pela equipe. Na derrota para o Atlético-GO, o gol do adversário foi marcado pelo atacante Zé Roberto, que teve passagem pelo sub-23 do Peixe.

No empate em 1 a 1 com o Fortaleza, gol de Lucas Crispim, atacante da geração Neymar. No empate por 2 a 2 com o Internacional, gol de Yuri Alberto, da geração Rodrygo.

Para finalizar, neste sábado foram três gols de Gabigol, que chegou a discutir e provocar diretores do Santos que estavam em um camarote na Vila Belmiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos