'Legado muito grande', Tite lamenta falecimento de Carlos Amadeu

LANCE!
·1 minuto de leitura


A coletiva de Tite começou de uma maneira diferente. Antes de atender os jornalistas sobre o duelo contra o Uruguai desta terça-feira (17), o treinador abriu sua fala comentando sobre o falecimento de Carlos Amadeu, ex-treinador da seleção brasileira sub-17 e sub-20.

- Muito difícil falar de quem a gente admira, quem a gente admirou. Quem conviveu. Nós trabalhamos três anos com o Amadeu. Em três anos a admiração, a escala de valores num mundo extremamente competitivo que a gente vive. E no futebol vencer é praticamente sobreviver, a escala de valores moral, educacional, ética, no convívio conosco, com Gabriel Menino, Militão, Vinicius, com quem ele teve oportunidade de princípios todos. E tenha a esposa Dora, o filho Ricardo, o filho Matheus, que me acolheram tão bem, nós tiramos fotos juntos na Bahia, toda nossa solidariedade, carinho, fortalecimento. Legado é muito grande. Dessa escala de valores muito rica. Que para vencer precisa ser melhor, não precisa vencer a qualquer custo. Fica meu sentimento, que é externado por todos nós - comunicou o treinador do Brasil, visivelmente emocionado.

Carlos Amadeu passou por Bahia e Vitória antes de chegar às seleções de base do Brasil, em 2015. O técnico de 55 anos foi para a Arábia Saudita comandar o time B do Al Hilal em agosto de 2020. De acordo com informações iniciais, Amadeu faleceu de uma parada cardíaca.