Leeds, o time em que os mais bem pagos adiam salário para manter o emprego de todos

Goal.com

Os jogadores e os membros da comissão técnica do Leeds United foram os primeiros profissionais de um clube do futebol inglês a adiar seus salários durante a crise causada pela pandemia do novo coronavírus. A medida foi adotada para que ninguém da equipe perca seus empregos. 

Com o futebol inglês foi suspenso até, pelo menos, o dia 30 de abril, vários clubes da liga estão preocupados a respeito de suas finanças e de seu futuro, dadas as perdas de receita de transmissão e de bilheteria. 

Então, na manhã desta quinta-feira (26), o Leeds comunicou que o técnico Marcelo Bielsa, jogadores do elenco e membros da diretoria se ofereceram para que parte de seus salários fossem adiados enquanto o futebol segue suspenso - o Barcelona também estuda adotar medida parecida

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Os jogadores se encontraram com Angus Kinnear e Victor Orta, diretores do clube, para assegurar que os 272 funcionários que trabalham no time em tempo integral  continuem recebendo seus salários normalmente, assim como a maioria dos funcionários casuais empregados no estádio Elland Road e nas instalações do centro de treinamento de Thorp Arch.

Marcelo Bielsa Leeds United 2019-20
Marcelo Bielsa Leeds United 2019-20
Marcelo Bielsa, técnico do Leeds United / Foto: Getty

“A propagação do Covid-19 viu o Reino Unido e muitas outras nações ao redor do mundo em um estado de 'bloqueio' e, embora haja um compromisso compartilhado de concluir a temporada, a falta de equipamentos, o cancelamento de eventos e fechamento do mercado de financiamento de futebol custarão aos clubes vários milhões de libras por mês”

"A decisão de adiar parte dos seus próprios salários  foi tomada pela equipe para garantir que o clube possa continuar pagando todos os membros da equipe de tempo integral e a maioria da equipe casual nos próximos meses", anunciou o Leeds em comunicado.

O clube também disse que todos vão trabalhar juntos para superar a crise e falou para os torcedores seguirem todas as recomendações médicas nesse momento.

“O Leeds é uma família, essa é nossa cultura, desde jogadores e conselho, até a equipe e os torcedores nas arquibancadas. É importante que todos trabalhem juntos para encontrar uma maneira de o clube avançar nesse período e terminar a temporada da maneira que esperamos. Enquanto isso, vamos ouvir os conselhos do governo e os serviços de saúde e combater esse vírus".

O Leeds é o primeiro colocado da ELF Championship, segunda divisão do futebol inglês, com nove jogos restantes para o fim da temporada. O tricampeão da primeira divisão inglesa está preparado para retornar à Premier League pela primeira vez desde 2004.

Leia também