Leco é cobrado por gastos com Diego Souza e indica saídas de outros atletas do São Paulo

Yahoo Esportes
Presidente Leco, acompanhando um treino do SP, no CT da Barra Funda. Foto: Mister Shadow/Gazeta Press
Presidente Leco, acompanhando um treino do SP, no CT da Barra Funda. Foto: Mister Shadow/Gazeta Press

A reunião do Conselho Deliberativo do São Paulo, realizada nesta terça-feira, foi muito quente. Com apenas 70 conselheiros presentes, o encontro virou um bombardeio contra o presidente Leco e os membros do departamento de futebol. Raí, Lugano e o gerente de futebol Alexandre Pássaro, não compareceram. Parte do conteúdo foi revelado pelo SãoPaulo.blog e confirmado pelo blog com duas pessoas presentes aos debates.

Leco não queria a leitura do relatório do Conselho Fiscal, para não expor gastos absurdos feitos pela diretoria, mas como o documento vazou para outros nomes, antes do presidente do Conselho ficar sabendo, a leitura aconteceu sob muita pressão.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia mais:

– Conselheiros reúnem assinaturas por renúncia de Leco
– Minha passagem como repórter com Eurico Miranda
– Bolsonaro definirá futuro do Legado Olímpico da Rio-2016

O relatório mostrou que a negociação com Diego Souza, além dos R$ 10 milhões pagos na transferência do Sport, custou R$ 2 milhões de luvas e pagamentos de comissões de R$ 1.460.000,00 ao empresário Fabio Mello e à empresa Brazil Soccer, que tem Eduardo Uram como único representante de Diego Souza. Leco ficou irritado e sugeriu a criação de uma “comissão” para acompanhar os negócios do futebol, ainda culpando Cuca pela liberação de Diego Souza, porque o jogador não seria utilizado pelo treinador. Leco disse também que outros atletas sairão do clube, sem mencionar os nomes.

Um conselheiro com grande trânsito na diretoria e participante da reunião, reclamou do rumo do negócio, numa conversa com o blog. “A negociação mostrou-se um erro. Primeiro, a entrada e depois a forma como Diego Souza saiu”, afirmou o conselheiro, pedindo anonimato.

O mesmo conselheiro disparou contra Leco. “Leco está perdido. A base de sustentação está muito descontente. Pegou muito mal o Raí e o Lugano não estarem na reunião. Pássaro também, com muito poder que ele tem”, concluiu.

Conforme o blog antecipou, o São Paulo voltará ao mercado para satisfazer os desejos de Cuca. Nos bastidores, conselheiros pressionam pela saída de Raí, bancado por Leco. Enquanto isso, o time se prepara para o clássico contra o Palmeiras, importantíssimo na briga pela classificação à próxima fase do Campeonato Paulista.

Leia também