Lecaros pode se beneficiar com a chegada de Autuori ao Botafogo

Fernanda Teixeira
LANCE!
Peruano teve poucas chances em 2020 (Foto: Vítor Silva/Botafogo)
Peruano teve poucas chances em 2020 (Foto: Vítor Silva/Botafogo)


Uma das apostas do Botafogo para a temporada, Alexander Lecaros, não tem tido muitas chances de atuar pelo clube. A boa impressão deixada pelos primeiros e únicos minutos em campo, no amistoso contra o Vitória, durante a pré-temporada não foram suficientes para convencer a antiga comissão técnica do Alvinegro a colocar o peruano de 20 anos em campo. A chegada de Paulo Autuori pode, enfim, mudar o destino do mais jovem estrangeiro do elenco.

O novo treinador gosta de desenvolver jogadores em início de carreira. Na apresentação, na última quinta-feira, ele confessou não saber muito do atleta contratado em janeiro, por dois anos, mas já solicitou informações sobre o atacante.

- Sou bem sincero, não conheço o peruano, até pedi informações sobre ele. Como todo profissional do futebol, é dever nosso estar à parte. Em função da globalização e da facilidade de obter imagens. Minha característica é o desenvolvimento do jogador. O futebol precisa de um trabalho de formação bem feito - afirmou Autuori, durante a apresentação no Estádio Nilton Santos.

Franzino e habilidoso, Lecaros era considerado um atleta em desenvolvimento por Alberto Valentim. Em diversas ocasiões, o ex-técnico deu a entender que o peruano estava em um nível inferior ao restante do elenco em relação a parte física e do que é exigido no futebol brasileiro nos confrontos individuais.

– O Lecaros ainda não está pronto para jogar, não seria louco de deixar fora se não fosse por isso. Ele ainda está trabalhando para poder se desenvolver. Tem qualidade, está procurando fazer tudo o que a gente pede, mas ainda precisa evoluir mais para jogar – avaliou Valentim na coletiva após derrota para o Fluminense por 3 a 0, momentos antes de ser demitido.








Características úteis

Se for bem sucedido na missão de desenvolver Lecaros, Autuori pode ter um reforço em um setor que vem se mostrando carente desde a reta final do Brasileirão de 2019. O Botafogo tem dificuldades de criar oportunidades de gols, situação que se repete no início da atual temporada.

Aos 20 anos, Lecaros foi promovido ao time profissional do Real Garcilaso-PER, agora chamado de Cusco FC, em 2015 e chegou sem custos ao Alvinegro, após o término do vínculo com o clube peruano. Canhoto, ele iniciou a carreira como lateral-esquerdo, passou para a ponta no mesmo lado, mas também pode atuar como ponta direito. Veloz, tem, ainda, a facilidade de buscar o um contra um, características que podem ser úteis no esquema de Autuori.

Apesar de não ser visto como a solução dos problemas do Glorioso, o contrato de dois anos e o salário baixo permitem ao clube ter paciência para esperar a adaptação do jovem, ainda tido como promessa.





Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também