Lazio assina contrato com bisneto de Mussolini, ditador fascista italiano

LANCE!
·1 minuto de leitura

A Lazio assinou um acordo com Romano Floriani Mussolini, bisneto de Benito Mussolini, ditador fascista italiano do século XX. O lateral direito já fazia parte das categorias de base e agora tem contrato para atuar na equipe sub-18 do time de Roma. A informação pode gerar polêmica, uma vez que o clube possui ligações passadas com grupos de extrema direita.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

A mãe do atleta se recusou a comentar sobre a contratação do jovem e prefere que não haja envolvimento entre política e futebol na carreira do filho. Alessandra Mussolini afirmou que o foco de Romano Mussolini está na Lazio, em seu futuro e que ele não deseja ter interferência externa nas suas decisões.

Leia também:

Há um medo de que o nome de Mussolini na camisa da Lazio encoraje a presença de torcedores radicais. Em 2018, o clube foi multado após um grupo encher o campo do Estádio Olímpico com adesivos de Anne Frank, jovem judia morta no Holocausto, com a camisa da Roma, principal rival do clube albiceleste.

Em 2005, o atacante Paolo Di Canio foi multado após realizar um sinal fascista para a torcida da Lazio depois de uma vitória em um clássico contra a Roma. Mais tarde, o centroavante alegou que seu braço esticado foi mal interpretado, mas as autoridades decidiram manter a punição ao jogador na época.

Mussolini foi um dos principais algozes da humanidade ao lado de Hitler. O ditador italiano, que permaneceu no topo do país entre 1922 e 1943, se aliou com o nazismo durante a Segunda Guerra Mundial. Suas políticas incluíam a crença em uma raça superior, xenofobia, imperialismo e culto ao líder.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos