Lazio é multada em 20.000 euros por gritos racistas contra Balotelli

AFP
Mario Balotelli em campo pelo Brescia contra a Lazio, 5 de janeiro de 2020
Mario Balotelli em campo pelo Brescia contra a Lazio, 5 de janeiro de 2020

A Lazio foi multada nesta quarta-feira com uma multa de 20.000 euros pelos gritos racistas de alguns torcedores organizados contra o atacante Mario Balotelli, em partida disputada no domingo (5) entre o clube da capital italiana e o Brescia.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

No primeiro tempo, o árbitro interrompeu o jogo depois de Balotelli, principal jogador do Brescia, sofrer insultos racistas vindos da torcida da Lazio.

Leia também:

Estes insultos acabaram silenciados pelo público local com cantos de apoio a Balotelli, que respondeu com aplausos a seus torcedores.

O jogador havia comunicado ao árbitro os gritos de macaco e os insultos, interrompendo a partida brevemente para que uma mensagem de alerta fosse lida nos alto-falantes do estádio.

Após a partida, o atacante publicou uma mensagem em suas redes sociais: "uma derrota que dói, mas voltaremos mais fortes, estamos no caminho certo. Torcedores da Lazio que estavam no estádio, VERGONHA!".

A Lazio emitiu um comunicado condenando o comportamento de uma "ínfima minoria" de seus torcedores.

Em sua decisão desta quarta-feira, o órgão disciplinar da Federação Italiana de Futebol citou cantos "de descriminação racial" nos minutos 21 e 29 do jogo, assim como "cantos insultantes" em três ocasiões, todas contra Balotelli.

Os incidentes com gritos racistas vêm se tornando corriqueiros no futebol italiano desde o início da temporada, na qual o belga da Inter Romelu Lukaku, o marfinense do Milan Franck Kessié, o brasileiro da Fiorentina Dalbert e o inglês da Sampdoria Ronaldo Vieria também já foram vítimas.

As punições contra estes incidentes são habitualmente inexistentes ou leves, mas as entidades que regem o futebol italiano e diversos clubes se comprometeram a adotar uma "tolerância zero" com manifestações racistas.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também