Lateral francês Benjamin Mendy, do City, é detido e acusado de estupro e assédio sexual

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
O lateral francês do Manchester City, Benjamin Mendy, foi acusado pela polícia de quatro estupros e uma agressão sexual (AFP/Oli SCARFF)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O lateral-esquerdo da seleção francesa e do Manchester City, Benjamin Mendy, de 27 anos, foi acusado de quatro estupros e uma agressão sexual, crimes que teriam ocorrido entre outubro de 2020 e agosto deste ano, anunciou a polícia britânica nesta quinta-feira.

"Mendy permanece em prisão preventiva, esperando ser apresentado perante o tribunal de Chester na sexta-feira, 27 de agosto", disse a polícia de Cheshire em seu comunicado.

"As acusações referem-se a três reclamantes com mais de 16 anos e supostamente ocorreram entre outubro de 2020 e agosto de 2021", acrescenta a nota.

O Manchester City anunciou a suspensão do jogador enquanto durar a investigação.

Mendy, que fez parte da seleção francesa vencedora da Copa do Mundo de 2018, na Rússia, se transferiu para o City em 2017 vindo do Monaco.

"O Manchester City pode confirmar que, após sua acusação feita pela polícia neste dia, Benjamin Mendy foi suspenso enquanto durar a investigação", escreveram os 'Citizens', atuais campeões da Inglaterra e vice-campeões da Europa.

"O caso é objeto de um procedimento judicial e o clube não pode, por isso, fazer outros comentários até que seja encerrado”, acrescenta o clube treinado por Pep Guardiola.

Para contratar Mendy, o City pagou ao Monaco 52 milhões de libras em 2017 (cerca de 70,5 milhões de dólares), o que o tornou o defensor mais caro da história.

Desde então, sua carreira tem sido marcada por várias lesões, como a ruptura do ligamento cruzado em 2017. Seus problemas musculares e nos joelhos têm dificultado em repetidas ocasiões sua progressão.

O jogador já divertiu os tablóides quando seu Lamborghini Avenador SVJ, no valor de mais de 500.000 euros (587.000 dólares), foi apreendido no final de 2020. Ele o dirigia sem carteira e nem seguro.

Mendy foi considerado culpado nesse caso e condenado a pagar uma multa de pouco mais de 1.000 euros (1.175 dólares). O jogador francês (com 10 jogos pela seleção nacional) disputou apenas 75 partidas pelo City nas últimas quatro temporadas.

- Outros casos no futebol -

O caso de Mendy se soma a outras acusações de estupro feitas nos últimos anos contra jogadores de futebol.

Em maio de 2013, o francês Loïc Remy, então jogador do Queens Park Rangers, foi preso por estupro coletivo de uma mulher.

As acusações foram retiradas alguns meses depois. O mesmo aconteceu por um ato semelhante envolvenco Bafetimbi Gomis na França.

O astro Neymar obteve o arquivamento de uma denúncia no Brasil de uma mulher que o acusou de ter abusado dela em maio de 2019 em um hotel parisiense.

Cristiano Ronaldo aceitou um acordo após uma acusação. Ele pagou 375.000 dólares a uma ex-modelo americana, Kathryn Mayorga, que o acusou de tê-la estuprado em 2009 em um quarto de hotel em Las Vegas.

Por sua vez, o brasileiro Robinho foi condenado a nove anos de prisão por um tribunal de Milão pelo estupro coletivo de uma albanesa de 23 anos, quando o jogador pertencia ao Milan.

Robinho, atualmente no Brasil, nunca foi detido para cumprir sua pena.

hap/dr/iga/kca/dj/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos