Laterais se tornam 'maldição' da Inglaterra às vésperas da estreia na Copa do Mundo


As laterais são os grandes problemas do técnico Gareth Southgate às vésperas da estreia da Inglaterra na Copa do Mundo, que acontece nesta segunda-feira (21), contra o Irã. Em um intervalo de menos de um mês, a seleção inglesa perdeu aqueles que muito provavelmente seriam os titulares das alas. Reece James e Ben Chilwell, ambos do Chelsea, foram cortados do Mundial por lesões.

+ Benzema fora da Copa: veja jogadores que vão perder a Copa do Mundo

James foi o primeiro a se contundir, em um jogo contra o Milan, pela Liga dos Campeões, no dia 11 de outubro. O problema do atleta foi no joelho. Ele tentou de tudo para se recuperar a tempo, inclusive viajando até Dubai, nos Emirados Árabes, em busca de um tratamento conservador, sem necessidade de cirurgia. Mas tudo foi em vão e dias antes de Southgate anunciar a lista dos convocados, o técnico da seleção inglesa ligou para Reece e comunicou que ele seria ausência, o que gerou muita frustração no defensor dos Blues.

A contusão de Chilwell também foi em um jogo de Champions League. No dia 2 de novembro, um arranque já nos acréscimos da vitória do Chelsea sobre o Dínamo de Zagreb, da Croácia, no dia 2 de novembro, acabou resultando em uma lesão na coxa esquerda que tirou o atleta do time londrino da Copa.

Ben Chilwell e Recce Jmes
Ben Chilwell e Recce Jmes

Contundidos, os laterais do Chelsea, Reece James e Ben Chilwell estão fora da Copa do Mundo (Foto: Darren Walsh/Chelsea FC)

Outro lateral inglês com problemas é Kyle Walker, do Manchester City, que foi convocado, mas chega ao Mundial longe da sua melhor condição física. Uma distensão na virilha em um duelo contra o Manchester United, no início de outubro, levou o atleta a ter que fazer uma cirurgia.

A presença de Walker entre os selecionados da Inglaterra era incerta, mas ele evoluiu bastante em sua recuperação e foi inserido na lista de Southgate. Ainda assim, ele desfalcará o English Team na estreia do Mundial.

+ Confira a tabela da Copa do Mundo e simule os primeiros jogos do Mundial

Com as ausências e problemas, quem ganhou importância na convocação da seleção inglesa foi Kieran Trippier, do Newcastle. Lateral-direito de origem, ele é canhoto e também pode atuar pelo lado oposto. Sendo assim, Gareth Southgate convocou três laterais-direitos: Trippier, Walker e Alexander-Arnold, até para o caso do segundo não conseguir terminar a Copa haver uma 'reserva' na posição. O zagueiro Ben White, do Arsenal, é outro que pode fazer a função, principalmente quando o esquema adotado for com três zagueiros. Inclusive, a tendência é que White esteja à frente até mesmo de Arnold.

Do lado esquerdo, o único homem de ofício é Luke Shaw, do Manchester United. Ainda que tenha uma canhota violenta nas finalizações, a parte ofensiva não é o forte do atleta, diferentemente de Chilwell. E como Southgate geralmente escala o esquadrão inglês com três zagueiros e dois laterais, a ideia é que esses alas tenham liberdade do meio-campo para frente, fazendo com que o jogador dos Red Devils aprimore esse fundamento.