Lasarte aposta nos medalhões em sua estreia no comando da seleção chilena nas Eliminatórias

·3 minuto de leitura
(arquivo) Martin Lasarte gesticula durante um amistoso entre Chile e Bolívia, disputado em Rancagua em 26 de março de 2021

O técnico da seleção chilena, o uruguaio Martín Lasarte, confirmou nesta segunda-feira os grandes nomes da geração de ouro do Chile para sua estreia em duelos por pontos no comando de 'La Roja', contra Argentina e Bolívia pelas eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo do Catar-2022.

Arturo Vidal e Alexis Sánchez (da Inter de Milão), Claudio Bravo (do espanhol Betis), Gary Medel (do Bologna da Itália), Charles Aránguiz (do alemão Bayer Leverkusen), Mauricio Isla (do Flamengo) e Eduardo Vargas (do Atlético Mineiro) serão as referências da equipe nas próximas duas rodadas do torneio classificatório.

Uma espinha dorsal que, apesar de ter mais de 30 anos, continua a ser o eixo do futebol e dos resultados do Chile, e a base para construir uma equipe competitiva para estar na Copa do Mundo do próximo ano.

Vidal é o artilheiro da seleção chilena com quatro gols e, junto com Sánchez (que marcou dois), são os únicos que balançaram as redes nos quatro jogos que o Chile disputou até agora - 1 vitória, 1 empate e 2 derrotas - campanha que deixa a equipe na sexta colocação com 4 pontos, a dois da quarta e última posição que dá acesso direto à Copa do Mundo do Catar.

A convocação de Lasarte para os jogos em Santiago del Estero (na Argentina) em 3 de junho e em casa, em Santiago, cinco dias depois, incluiu a novidade do atacante inglês naturalizado chileno Ben Brereton (Blackburn Rovers/ING) e a volta do lateral Eugenio Mena, depois de seu bom desempenho no Racing argentino.

"O grande objetivo é se classificar para a Copa do Mundo", explicou Lasarte na semana passada sobre sua estreia no comando da seleção chileno, cargo que assumiu após a saída do colombiano Reinaldo Rueda.

"Estamos em uma situação complicada. Agora, sinto que o Chile merecia ter somado mais pontos que lhe permitissem estar na zona de classificação", acrescentou o técnico uruguaio.

Seus adversários nesta rodada dupla das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo serão a Argentina de Lionel Messi - atualmente em segundo lugar com 10 pontos e invicta até o momento - e a Bolívia - na última posição.

- Lista de convocados do Chile:

Goleiros: Gabriel Arias (Racing/ARG), Claudio Bravo (Betis/ESP) e Gabriel Castellón (Huachipato).

Defensores: Yonathan Andía (Universidad de Chile), Jean Beausejour (Coquimbo Unido), Eugenio Mena (Racing/ARG), Mauricio Isla (Flamengo/BRA), Guillermo Maripán (Monaco/FRA), Francisco Sierralta (Watford/ING), Gary Medel (Bologna/ITA), Enzo Roco (sem clube) e Sebastián Vegas (Monterrey/MEX).

Meias: Tomás Alarcón (O'Higgins), Claudio Baeza (Toluca/MEX), Pablo Galdames (Vélez Sarsfield/ARG), Juan Leiva (Universidad Católica), Clemente Montes (Universidad Católica), Carlos Palacios (Inter de Porto Alegre/BRA), Charles Aránguiz (Bayer Leverkusen/ALE), César Pinares (Grêmio/BRA), Erick Pulgar (Fiorentina/ITA) e Arturo Vidal (Inter de Milão/ITA).

Atacantes: Ben Brereton (Blackburn Rovers/ING), Bryan Carrasco (Palestino), Luis Jiménez (Palestino), Jean Meneses (León/MEX), Felipe Mora (Portland Timbers/EUA), Fabián Orellana (Valladolid/ESP), Alexis Sánchez (Inter de Milão/ITA) e Eduardo Vargas (Atlético Mineiro/BRA).

apg/gfe/aam