Las Vegas Raiders demite jogador após vídeo com armas e ameaças de morte

·2 min de leitura
Jogador dos Raiders foi demitido após vídeo com armas e ameaças de morte viralizar
Jogador dos Raiders foi demitido após vídeo com armas e ameaças de morte viralizar. (Reprodução/TikTok)

Não bastassem as polêmicas recentes envolvendo um atleta e o antigo treinador, a franquia dos Las Vegas Raiders, da NFL, liga dos EUA de futebol americano, teve de ligar com mais um caso grave envolvendo um de seus atletas.

O jogador dos Raiders Damon Arnette, cornerback de 25 anos, teve um vídeo viralizado nas redes sociais em que empunhava três armas de fogo e proferia ameaças de morte a alguém não identificado. Nos vídeos, o jogador dispara as ameaças em tom ameaçador: "Juro por Deus que vou te matar, n****. Juro por tudo que amo que vou matar você, n****".

Esta não é a primeira vez que o nome de Arnette é citado por seus comportamentos fora das quatro linhas. Recentemente, o jogador recebeu duas acusações formais, uma por ter ferido uma mulher durante um acidente de carro no ano passado e outra por ter cuspido em um manobrista em um cassino em Las Vegas.

Leia também:

No início do mês passado, o ex-técnico dos Raiders, Jon Gruden, pediu demissão da equipe após ter uma série de e-mails que continham conteúdo racista, homofóbico e misógino vazados. Nos e-mails, enviados durante um período de sete anos, Gruden citava diretamente o diretor executivo da Associação de Jogadores da NFL, DeMaurice Smith, Roger Goodell, comissário da NFL, a chegada de mulheres como juízas de campo, a escolha de Michael Sam, primeiro jogador abertamente gay a se declarar para o draft e contra os protestos dos jogadores que ajoelhavam durante o hino.

O outro caso envolvendo os Raiders foi o do wide-reciever Henry Ruggs III, que foi dispensado pela equipe após ter envolvimento em um acidente de carro que resultou na morte da motorista do outro carro e seu cão. Ruggs estava sob efeito de álcool e diria seu carro a mais de 240km/h.

Damon Arnette está lesionado desde o dia 9 de outubro. O cornerback só atuou em 13 jogos em pouco mais de uma temporada pelos Raiders, com 29 tackles. O gerente geral da equipe, Mike Mayock, disse ser uma decisão dolorosa, mas que não puderam suportar a série de decisões erradas tomadas pelo atleta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos