Lanterna do paraguaio e estreando técnico: saiba como vem o adversário do Corinthians na Sul-Americana

Fábio Lázaro
·3 minuto de leitura


O Corinthians estreia na Copa Sul-Americana nesta quinta-feira (22), e o adversário é o River Plate. Mas não é aquele tradicional, da Argentina, que, inclusive, dá calafrios ao torcedor corintiano, por conta das eliminações na Libertadores de 2003 e 2006, mas, sim, do Paraguai.

El Kelito não é um dos grandes times do seu país, tampouco vive um bom momento. Embora mais que centenário, tendo completado 110 anos em janeiro deste ano, a equipe nunca venceu o campeonato paraguaio, mas conquistou a segunda divisão quatro vezes, a última em 2018, permanecendo na elite do futebol local até esta temporada, na qual é lanterna do Apertura, com apenas uma vitória em 11 jogos.

Contudo, na última temporada, a oitava melhor campanha entre do campeonato paraguaio colocou a equipe nas Sul-Americana, onde na primeira fase, fez “barba e bigode” contra o compatriota, Guaireña, vencendo a primeira partida por 2 a 1, fora de casa, e a segunda, no seu estádio, por 4 a 2.

Nesta temporada, porém, o River Plate não está bem, ainda que tenha avançado á fase de grupos da Sul-Americana. Lanterna no campeonato local, o time estreará contra o Corinthians o seu terceiro técnico na temporada: Celso Ayala, ex-zagueiro da seleção paraguaia, tendo disputado as Copas do Mundo de 1998 e 2002, e com passagem por diversas equipes, como Olimpia (PAR), Rosário Central (ARG), River Plate (ARG), Betis (ESP), Atlético de Madrid (ESP) e até mesmo, de forma breve, pelo São Paulo, em 2000.

O antigo técnico do “Kelito”, Enrique Landaida foi demitido no último sábado (17), ao ser derrotado, em casa, pelo Sol de America, por 2 a 0. Além dos dois citados, Mario Jara também dirigiu a equipe nesta temporada. Portanto, em quatro mesmo, Ayala, que volta ao clube pouco menos de seis meses depois de deixar o cargo, para dirigir o Sol de America, no qual deixou em fevereiro.

Se basearmos no time do River, comandado por Ayala entre março e outubro do ano passado, a ideia é de uma equipe organizada defensivamente, mas sem toque curtos atrás. Na frente, o time geralmente ataca em blocos, com uma linha de quatro meias e apenas um atacante.

De acordo com jornalista Enrique Lugo, que acompanha o River Plate pela rádio 1000 AM e blog Zona Deportes, a Sul-Americana não é uma prioridade da equipe nesta temporada.

- Esta fase da Copa Sul-Americana constitui um desafio para o River, mas, por enquanto, devido ao torneio local, não é prioridade. Porém, o time buscará lutar e, se for o caso, alcançar uma classificação histórica.

Enrique ainda diz que o Corinthians terá que tomar cuidado com a ala direita, principalmente com o meia Marcelo González.

- Corinthians encontrará uma equipe ordenada defensivamente, mas que não terá medo de se chocar com os atacantes rivais. O clube brasileiro também terá que ficar atento com os jogo lateral, principalmente a direita, onde joga Marcelo González.

O provável time titular do River Plate tem: Azcona; Saldivar, Naarro, Giménez e Montiel; Molinas; González, Quiñonez, Sosa e Godoy; Pérez.

>> Confira a tabela da Sul-Americana e simule os confrontos