Lacombe estreia na Band e fala sobre saída da Globo: 'A TV que valorizava o funcionário não existe mais'


O ex-apresentador do Esporte Espetacular Luis Ernesto Lacombe está de casa nova e programa novo. Após dois anos da saída da Globo, o profissional estreia, no dia 29 de maio, o programa 'Aqui na Band', ao lado da apresentadora Silvia Poppovic.

Lacombe, que passou 20 anos dentro da Globo e sete no programa esportivo da emissora, se prepara para um desafio diferente na vida. Um programa que fala de variedades.

- Nesse novo programa da Band de variedades só vai ter esporte eventualmente no bloco de notícias. Nos pilotos que gravamos, isso já aconteceu, por exemplo, no dia da morte do Niki Lauda. É bom que eu não fico enferrujado - afirmou em entrevista ao 'Uol Esporte'.



Luis Ernesto Lacombe - BAND
Luis Ernesto Lacombe - BAND
Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Lacombe ao lado de Silvia Poppovic no novo programa da Band (Foto: Reprodução)

Mesmo após tanto tempo longe da Globo, Lacombe, que já trabalhava no bloco de esportes do 'Bom dia Brasil', relembrou o dia de sua saída.

- Era 13 de janeiro de 2017, uma sexta-feira. Estava no Bom Dia Brasil e era costume o apresentador avisar quando fosse sair de férias. Me despedi, disse que a Cris Dias estaria no meu lugar a partir de segunda-feira, mas que em fevereiro eu voltaria. A Ana Paula Araújo soltou aquela piadinha típica de redação: Vai sair de férias de novo? E eu saí de lá e fui participar da reunião de produção, como sempre fazia - disse.

Lacombe disse que logo após o programa foi chamado para conversar e ficou sabendo que seu contrato não seria renovado. Ele afirmou que não guarda mágoa da emissora, mas que a forma com que ele saiu o machucou.

- Eu tinha um salário compatível com os 20 anos que trabalhei na Globo. Esperava que me chamassem e dissessem que eu iria ter que trabalhar muito mais no site, no Sportv, e com um salário menor. Não guardo mágoa, mas machuca. Dá uma bagunçada na vida, você vira um número. Você entende que o mercado vive uma retração absurda, que há um crescimento das mídias digitais, mas passei uma vida inteira lá.

Em 2016, Lacombe trabalhou nas Olimpíadas do Rio como narrador, sendo muito elogiado pelos chefes e até por Galvão Bueno. Porém, ele não imaginava que seria demitido da emissora um ano depois.

- Depois de tudo o que aconteceu na Olimpíada eu não imaginei que no ano seguinte estaria fora da Globo. Comentei isso na conversa que tive com o Renato Ribeiro naquela dia 13 de janeiro. Eu fico triste, mas não fico revoltado. Aquela TV que eu conheci, que valorizava muito o funcionário, não existe mais - concluiu.







Leia também