Lacazette pode deixar o Lyon e se transferir para gigante espanhol

Principal jogador do Lyon, o atacante Lacazette pode deixar o clube. Ele está na mira do Atlético de Madrid, que pode pagar cerca de 60 milhões de euros (R$ 204 milhões), segundo informou o jornal francês "L'Équipe". Além dos espanhóis, clubes como PSG, West Ham e Arsenal também estariam interessados no camisa 10.

O atacante também teria a vontade de atuar no Atlético. Ele seria companheiro dos compatriotas Griezmann e Gameiro, que hoje formam a dupla de ataque colchonera.

O principal obstáculo do Atlético de Madrid é a proibição da Fifa para contratar novos jogadores. O clube entrou com recurso e espera o julgamento, que deve ocorrer ainda neste mês.



Antoine Griezmann: R$ 269,6 milhões

Griezmann pode ser companheiro de Lacazette (Foto: AFP)

A negociação com o Atlético de Madrid poderia ter sido sacramentada na última temporada, mas o presidente do Lyon segurou o atacante. Há pouco mais de um mês, a rádio "Cadena Cope" chegou a anunciar que o jogador já tinha acertado com os espanhóis, mas a informação foi negada pelo agente de Lacazette, David Vanditelli.

Por outro lado, a "France Football" seguiu na história e afirmou, dias mais tarde, que o Lyon queria a inclusão de dois jogadores do Atlético para fechar a negociação.

Caso se transfira, Lacazette, que já marcou 31 gols em 41 jogos na temporada, poderia jogar a Liga dos Campeões. O Atlético de Madrid está em terceiro no Campeonato Espanhol, com 71 pontos, posição que garantiria um lugar na competição europeia. O Colchonero tem três pontos a mais que o Sevilla, em quarto, faltando três rodadas para o fim da competição.

O Lyon, por sua vez, está em quarto no Campeonato Francês e, se a competição acabasse hoje, estaria classificado para a Liga Europa. Mas vê a perigosa aproximação de Bordeaux e Olympique de Marselha, que estão logo atrás.

A única chance de conseguir uma vaga na Liga dos Campeões é via Liga Europa. Contudo, nesta quarta-feira, a equipe francesa levou de 4 a 1 do Ajax, em Amsterdã, no primeiro jogo da semifinal.







E MAIS: