Flamengo vence Bangu com facilidade na volta do time titular

Lazlo Dalfovo
·3 minuto de leitura
RJ - Volta Redonda - 31/03/2021 - CARIOCA 2021, FLAMENGO X BANGU - De Arrascaeta jogador do Flamengo comemora seu gol com jogadores do seu time durante partida contra o Bangu no estadio Raulino de Oliveira pelo campeonato Carioca 2021. Foto: Thiago Ribeiro/AGIF

O time titular do Flamengo estreou na temporada nesta quarta, em duelo contra o Bangu, pela 7ª rodada do Carioca, e seguiu a toada do alternativo, pois venceu e se manteve na liderança - agora isolada. Sem sustos, a vitória foi por 4 a 0, com gols de Bruno Henrique, Arrascaeta e Gabigol na partida controlada pelo Rubro-Negro em sua totalidade, no Estádio Raulino de Oliveira.

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola

Rogério Ceni também esteve em sua primeira partida da temporada e pôde iniciar a rodagem do elenco principal visando à Supercopa do Brasil, dia 11. A próxima partida ainda será pela Taça Guanabara, mais precisamente diante do Madureira, nesta segunda-feira. Já o Bangu visita o Vasco, dois dias antes.

VOLUME ALTO E INCÔMODO

O Flamengo encontrou um Bangu com cinco marcadores na recuada linha de defesa. Como era de se esperar, o time de Ceni alugou o campo de ataque e circulou a bola em "U" para criar situações de gol. E incomodou o rival.

Até a primeira parada técnica, ao menos duas chances claras foram desperdiçadas por um volumoso Flamengo: uma em cabeçada de Gabigol, após cruzamento com toda a elegância do preciso Arrascaeta, e outra via Bruno Henrique, também pelo alto. Ambas foram da pequena área, porém com destinos diferentes: defesa de Paulo Henrique, que seguiu tendo o seu árduo trabalho na noite, e bola para fora, respectivamente.

IMPULSÃO DECISIVA DO BH

O Bangu segurou a pressão até o derradeiro lance pré-intervalo. Eis que a quase sobre-humana impulsão de Bruno Henrique fez a diferença e foi decisiva. Decorrente de um rebote de escanteio, a bola de Diego, do flanco direito, chegou à feição para Bruno Henrique parar no ar e abrir o marcador: 1 a 0. 

Cabe destacar que foi pela direita que o Fla mais alçou bolas - o principal recurso para furar o ferrolho alvirrubro.

TACO AFIADO DO ARRASCA

Arrascaeta vinha distribuindo passes e lançamentos como se fosse a tarefa mais simples de seu trabalho. E é. Mas o uruguaio quis mostrar que o o giz de seu taco o fez ficar afiado também para finalizar de fora. Com categoria e aproveitando um amplo domínio do Fla, pôs a bola no cantinho, indefensável.

O gol saiu no meio do segundo tempo, que nem sequer justifica um lance de citação relacionado à ameaça à meta de Diego Alves, um mero espectador. 

HOJE TEVE GOL DO GABIGOL (E DISPARO NO TOPO)

A atuação de Gabigol exemplifica toda a sua importância... Abre espaço, briga no ataque, tabela por dentro, aparece pra cruzar pela ponta, se disponibiliza na área sempre. E faz gol. E hoje teve... Já na reta final, Gabigol recebeu um belo passe inteligente de Vitinho e deu uma chapada na bola com muita classe.

Placar freado em 3x0 para o Flamengo, que dispara na liderança, agora com 16 pontos, três a mais do que o Volta Redonda, o segundo colocado e que ainda joga na rodada. Já a folga no G4 pula para seis pontos. 

FICHA-TÉCNICA
FLAMENGO 3X0 BANGU - 7ª RODADA DO CARIOCA

Estádio: Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Data e hora: 31 de março de 2021, às 21h (de Brasília)
Árbitro: Grazianni Maciel da Rocha
Assistentes: Michael Correia e Flávio Manoel da Silva
Gramado: bom
Cartões amarelos: Filipe Luís (FLA) / Gabriel Cividini, Fandinho e Dionatan (BAN)
Cartões vermelhos: -

GOLS: Bruno Henrique, 47'/1ºT (1-0); Arrascaeta, 21'/2ºT (2-0); Gabigol, 40'/2ºT (3-0)

FLAMENGO (Técnico: Rogério Ceni)

Diego Alves; Isla, Willian Arão, Gustavo Henrique (Bruno Viana, 28'/2ºT) e Filipe Luís; Diego Ribas (Gomes, 28'/2ºT), Gerson, Everton Ribeiro (Michael, 37'/2ºT) e Arrascaeta (Rodrigo Muniz, 37'/2ºT); Bruno Henrique (Vitinho, 37'/2ºT) e Gabigol.

BANGU (Técnico: Marcelo Marelli)

Paulo Henrique; Digão, Gabriel Cividini, Israel, Léo Griggio (Fandinho, 32'/2ºT) e Dionatan; Marcelo Mattos (Rochinha, 45'/2ºT), Geancarlo (Matheus Olavo, 23'/2ºT) Geovani (Edmundo, 45'/2ºT); Daniel (Adenilson, 32'/2ºT) e Jean Carlos.