Barça e Valencia empatam (2-2) e Messi iguala recorde de Pelé; líder Atlético vence

·5 minuto de leitura

O Barcelona empatou em 2 a 2 em casa com o Valencia sofrendo assim um novo abalo em suas pretensões de lutar pelo título da Liga espanhola, neste sábado, pela 14ª rodada. Lionel Messi conseguiu ao menos marcar e igualar um recorde histórico de Pelé.

O craque argentino se juntou ao rei do futebol como jogador com mais gols marcados vestindo a camisa de um mesmo clube em jogos oficiais. Ambos têm agora 643 e Messi deverá ultrapassar em breve esse número, estabelecendo um novo recorde.

O gol do astro veio nos acréscimos do primeiro tempo.

Depois de ter sua cobrança de pênalti rebatida pelo goleiro Jaume Domenech (45+4), logo em seguida Messi aproveitou um cruzamento para marcar de cabeça e igualar o recorde de Pelé.

Foi assim que empatou o jogo, após o francês Mouctar Diakhaby abrir o placar para o Valencia aos 29.

O Barça virou o jogo no início do segundo tempo (52) com um voleio do uruguaio Ronald Araújo, mas seu compatriota Maxi Gómez deixou tudo igual ao penetrar na área superando o zagueiro Óscar Mingueza e mandando para o fundo da rede.

Depois de emendar duas vitórias nos últimos jogos do campeonato, contra Levante e Real Sociedad, o Barça teve sua reação esfriada.

"Houve momentos em que mostramos um bom futebol, tivemos controle total da partida, especialmente depois de fazer 2 a 1, quando tentamos chegar ao terceiro, mas também houve momentos em que perdemos a bola nas zonas de perigo", disse o treinador do Barça, Ronald Koeman.

"Sabemos que somos uma equipe que sempre gosta de atacar e marcar gols, mas também há momentos em que é preciso defender e controlar o jogo. Mas a corrida pelo título ainda não está perdida, estamos muito atrás, mas é uma temporada muito complicada para todos. Em dois meses, a situação pode ser totalmente diferente", acrescentou.

- Atlético consolida liderança -

Com 21 pontos, o Barcelona segue na quinta colocação, mas a oito pontos do líder Atlético de Madrid, que venceu o Elche (15º) por 3 a 1 no primeiro jogo deste sábado e se consolidou na liderança.

O atacante Luis Suárez ressurgiu marcando dois gols após um período de seca.

O uruguaio assumiu a artilharia ao lado de Mikel Oyarzabal (Real Sociedad) e Iago Aspas (Celta), com sete gols marcados na competição.

O primeiro veio ao desviar um cruzamento rasteiro do inglês Kieran Trippier (41) e o segundo em um passe do belga Yannick Carrasco (59).

O argentino Lucas Boyé diminuiu ao desviar de cabecear um escanteio (64), e o hispano-brasileiro Diego Costa, em sua volta, confirmou a vitória do Atlético em uma cobrança de pênalti (78).

O "Pistolero", que vai fazer 34 anos em janeiro, ficou ausente por três semanas entre meados de novembro e 5 de dezembro devido a um teste positivo para o novo coronavírus.

E após um período de jejum, em meio à falta de gols e a frustração quando Diego Simeone decidiu colocá-lo no banco, Suárez voltou a balançar as redes neste sábado, aproveitando as raras chances dos 'Colchoneros'.

O uruguaio não marcava desde o dia 7 de novembro contra o Cádiz, na LaLiga (vitória por 4 a 0), sem ser decisivo em três jogos desde seu retorno. Mas com essa dobradinha, ele atingiu a marca de 150 gols no campeonato espanhol, em apenas 200 jogos que disputou na carreira.

Suárez deu mostras de grande revolta após a sua substituição aos 64 minutos na vitória fora de casa sobre o Salzburg (2-0) na Champions League, que classificou seu time para as oitavas do torneio.

E após a sua substituição aos 73 minutos no dérbi perdido por 2 a 0 para o Real Madrid no último fim de semana, foi visto esboçando um sorriso irônico, pouco depois do português João Félix, também substituído (60) mostrar-se igualmente irritado.

Neste sábado, a dupla ofensiva luso-uruguaia voltou a ser substituída (73) para a entrada do franco-centroafricano Geoffrey Kondogbia e Diego Costa, de volta após a trombose venosa profunda na perna esquerda depois de ser infectado pelo coronavírus.

Em outra partida do dia, a Real Sociedad (2ª) perdeu para o Levante (14º) por 2 a 1 e com isso se distanciou do Atlético, que tem 3 pontos a mais e 3 jogos a menos. O time ainda pode ser ultrapassado pelo Real Madrid que também tem 26 pontos e enfrenta o Eibar no domingo.

O Villarreal (4º) venceu o lanterna Osasuna fora de casa por 3 a 1 e se consolidou na zona da Champions.

Já o Sevilla (6º) não passou do empate em 1 a 1 em casa com o Valladolid (17º).

O argentino Lucas Ocampos colocou o Sevilla na frente cobrando pênalti aos 31 minutos, mas o Valladolid empatou na reta final, com um gol de Raúl García Carnero aos 87.

-- Jogos da 14ª rodada do campeonato espanhol (horário de Brasília) e classificação:

- Sexta-feira:

Athletic Bilbao - SD Huesca 2 - 0

- Sábado:

Atlético de Madrid - Elche 3 - 1

Barcelona - Valencia 2 - 2

Osasuna - Villarreal 1 - 3

Levante - Real Sociedad 2 - 1

Sevilla - Valladolid 1 - 1

- Domingo:

(11h00) Celta Vigo - Alavés

(13h15) Granada - Betis

(15h30) Cádiz - Getafe

(18h00) Eibar - Real Madrid

Classificação: Pts J V E D Gp Gc SG

1. Atlético de Madrid 29 12 9 2 1 24 5 19

2. Real Sociedad 26 15 7 5 3 25 10 15

3. Real Madrid 26 13 8 2 3 22 13 9

4. Villarreal 25 14 6 7 1 19 13 6

5. Barcelona 21 13 6 3 4 25 14 11

6. Sevilla 20 12 6 2 4 14 10 4

7. Granada 18 12 5 3 4 15 20 -5

8. Cádiz 18 13 5 3 5 11 17 -6

9. Athletic Bilbao 17 14 5 2 7 17 17 0

10. Celta Vigo 16 13 4 4 5 17 20 -3

11. Betis 16 13 5 1 7 15 24 -9

12. Valencia 15 14 3 6 5 21 21 0

13. Eibar 15 13 3 6 4 9 10 -1

14. Levante 14 13 3 5 5 15 17 -2

15. Alavés 14 13 3 5 5 11 14 -3

16. Elche 14 12 3 5 4 10 14 -4

17. Valladolid 14 14 3 5 6 15 21 -6

18. Getafe 13 12 3 4 5 9 14 -5

19. SD Huesca 11 14 1 8 5 12 22 -10

20. Osasuna 11 13 3 2 8 11 21 -10

./bds/pvf/0sr/aam