Léo Príncipe reconhece falhas e agradece confiança de Carille

O lateral direito Léo Príncipe tem sempre a árdua missão de substituir o único jogador de Seleção do elenco corintiano, algo que já ocorreu seis vezes em 2017. Ciente da pressão que tem recebido no clube e das falhas que cometeu em jogos como contra o Red Bull, pelo Paulista, quando o clube sofreu um gol no seu setor já nos acréscimos, o jovem de 21 anos se apoia na confiança de Fábio Carille para não ficar abatido com as críticas.

“Como eu sempre penso e falo, jogo no Corinthians, time grande, massa, então vai ter pressão para qualquer um”, começou o jogador, que mostrou bastante maturidade para admitir o erro frente aos campineiros. O gol tomado, por sinal, custou ao Alvinegro uma colocação melhor na tabela de classificação do Campeonato, mas nada que faça o campeão da Copa São Paulo de 2015 ficar desanimado.

“Foi uma falha minha, infelizmente falhei. Preciso evoluir, mas o Carille sempre me dá confiança para isso. Tenho um grande exemplo aqui do meu lado que é o Fagner também, procuro assistir ele nos treinos, pegar dicas. Tenho sempre buscado evoluir dentro de campo”, explicou Léo, dizendo-se alheio às críticas que o atingiram antes da boa atuação na vitória por 2 a 0 sobre a Universidad de Chile.

Apesar de não ser unanimidade entre os torcedores, Léo já ouviu do técnico Fábio Carille que não será por causa de “cinco, seis jogos” que ele vai perder espaço no time titular. “Todos pedem para lançar os garotos, então tem que ter paciência. Não para descartar um menino depois de tão pouco tempo, ainda mais alguém que já mostrou qualidade”, disse Carille antes duelo frente aos chilenos.

“Procuro não ver essas coisas porque afeta ver as pessoas te criticarem, não é algo legal, te joga para baixo. Então eu prefiro nem ficar vendo muito mesmo. Só que eu sei que tem as críticas construtivas e, sabendo disso, eu pego elas para evoluir”, comentou o defensor, confiante na força do elenco corintiano para buscar ao menos um título na atual temporada.

“Acho que o Corinthians é favorito em qualquer campeonato que disputar, temos chance de conquistar qualquer campeonato. Não podemos ficar focados no que vem da mídia, no torcedor, tem que se concentrar no campeonato, um de cada vez. Aos poucos a gente vai conquistando essa confiança tanto do torcedor quanto da mídia e mostrando que o nosso time tem condição de ser campeão”, concluiu.

Após o bom desempenho no meio de semana, Léo fica de sobreaviso pois pode ser acionado nas fases seguintes do Campeonato Paulista. Caso o Timão passe pelo Botafogo-SP e Fagner receba um cartão amarelo, por exemplo, o titular teria de cumprir suspensão, abrindo caminho novamente para a sua utilização. No duelo da volta, contra a Universidad de Chile, por sinal, ele deve jogar, já que o jogador da Seleção ainda tem um jogo de suspensão a cumprir em torneios continentais.