Léo Pereira escanteado, improviso e trocas entre jovens e Gustavo Henrique: zaga do Fla segue um fardo

Lazlo Dalfovo
·3 minuto de leitura


Acabou 2020, iniciou 2021. Saiu Domènec Torrent, entrou Rogério Ceni. Independente do pano de fundo, o Flamengo tem no sistema defensivo um fardo nesta temporada. O reflexo recente do peso ocorreu no último domingo, quando Rogério Ceni abriu mão da dupla formada por Rodrigo Caio e Natan, que vinha de uma sequência de quatro jogos, para escalar Gustavo Henrique.

Com cinco minutos, Gustavo Henrique passou a ficar pendurado pois levou um cartão amarelo após falta dura no meio. Saiu no intervalo, quando Ceni, pelo segundo jogo consecutivo, optou por improvisar Willian Arão no setor.

No banco estavam Natan e Léo Pereira. O primeiro, como já citado, vinha atuando ao lado de Rodrigo Caio há quatro partidas - um recorde do Fla no Brasileiro quanto à dupla de zaga. Já o segundo, está escanteado no elenco.

Rodrigo Caio - Flamengo
Rodrigo Caio - Flamengo

Rodrigo Caio é o único com status de 'titular absoluto' na zaga (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

Recuperado de uma recente entorse no tornozelo direito, Léo Pereira, que iniciou a Era Rogério Ceni como titular, ficou no banco nos seis últimos jogos em que esteve relacionado. Não atua desde o jogo de ida contra o Racing, pelas oitavas da Libertadores, no dia 24 de novembro.

OUTROS JOVENS COMO OPÇÃO

No elenco, Ceni ainda tem duas opções caseiras, além de Natan: Thuler e Gabriel Noga. Thuler chegou a atuar em três jogos com Ceni, todos ao lado de Léo Pereira, mas perdeu espaço depois da expulsão na Libertadores, contra o Racing. Não joga desde então, sendo que na última semana estava se recuperando de dores no tornozelo esquerdo.

Gabriel Noga, por sua vez, ficou no banco em três partidas, porém ainda foi utilizado por Rogério Ceni. A ver como o técnico, pressionado, seguirá lidando com o calcanhar de aquiles do Fla na temporada de olho no próximo jogo.

> Ainda dá para o Fla? Confira e simule tabela do Campeonato Brasileiro

Faltando dez jogos para o fim do Brasileirão, o Flamengo está em quarto lugar, com 49 pontos, a sete do líder São Paulo. E a equipe já levou 39 gols - a mesma quantidade que o lanterna, Coritiba. Em tempo: o duelo da vez do Rubro-Negro é contra o Goiás, nesta segunda-feira (18), em Goiânia, pela 30ª rodada.

A UTILIZAÇÃO DOS ZAGUEIROS COM CENI

- Rodrigo Caio - 7 jogos (603 minutos)
- Gustavo Henrique - 6 jogos (359 minutos)
- Léo Pereira - 5 jogos (436 minutos)
- Natan - 5 jogos (385 minutos)
- Thuler - 3 jogos (237 minutos)

AS DUPLAS DE ZAGA E OS JOGOS COM CENI

Flamengo 1x2 São Paulo (Copa do Brasil) - Gustavo Henrique e Léo Pereira
Flamengo 1x1 Atlético-GO (Brasileiro) - Gustavo Henrique e Léo Pereira
São Paulo 3x0 Flamengo (Copa do Brasil) - Thuler e Léo Pereira
Flamengo 3x1 Coritiba (Brasileiro) - Thuler e Léo Pereira
Racing 1x1 Flamengo (Libertadores) - Thuler e Léo Pereira
Flamengo 1(3)x(5)1 Racing (Libertadores) - Rodrigo Caio e Gustavo Henrique
Botafogo 0x1 Flamengo (Brasileiro) - Rodrigo Caio e Gustavo Henrique
Flamengo 4x1 Santos (Brasileiro) - Rodrigo Caio e Natan
Flamengo 4x3 Bahia (Brasileiro) - Rodrigo Caio e Natan
Fortaleza 0x0 Flamengo (Brasileiro) - Rodrigo Caio e Natan
Flamengo 1x2 Fluminense (Brasileiro) - Rodrigo Caio e Natan
Flamengo 0x2 Ceará (Brasileiro) - Rodrigo Caio e Gustavo Henrique