Léo é apresentado pelo Vasco e comenta sobre polivalência: 'Léo Alaba'

Léo foi oficialmente apresentado pelo Vasco (Foto: Matheus Guimarães/LANCE!)


O zagueiro Léo foi oficialmente apresentado pelo Vasco nesta quarta-feira. Na entrevista do jogador, no CT Moacyr Barbosa, o novo camisa 3 não escondeu a felicidade de vestir a camisa cruz-maltina. Além disso, revelou para que posição veio atuar e comentou sobre a semelhança com Pelé.

- Posso jogar em mais de uma posição, como o professor achar melhor, mas vim contratado como zagueiro pela esquerda. Na posição de lateral e de volante temos bons jogadores, respeito todos eles, zagueiro pela esquerda foi a posição que me trouxe até aqui.

- Foi uma perda muito grande para o futebol mundial, deixo meus sentimentos a todos os familiares do Pelé. Quando falo que quero ser chamado só de Léo é porque o Pelé é único, meu receio era comparar o futebol e não tem como comparar. Queria tirar esse peso de cima de mim. O apelido era pela aparência. Vai ficar marcado pra sempre na minha história quando o Pele chegou na sala, olhou pra mim e disse: "Esse menino é meu filho" (risos). Pelé é único

Léo também contou sobre o peso da conversa com Abel Braga para a vinda ao clube. Vale destacar que o diretor técnico trabalhou com o novo zagueiro vascaíno no Fluminense. Inclusive foi com o ex-treinador que a carreira do atleta começou a deslanchar.

- Estranhei quando recebi a ligação: "fala professor, tudo bem?. E aí garoto, o Vasco tem esse projeto. O Vasco nunca mais vai ser o mesmo, o Vasco é grande demais." Eu disse que queria participar desse projeto. Quando saiu para imprensa o negocio estava praticamente encaminhado. Tenho 15, 20 anos para aproveitar o futebol é tenho que aproveitar os desafios. Daqui a pouco o futebol passa e quero viver tudo que tenho pra viver.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

CONFIRA MAIS TRECHOS DA ENTREVISTA:

MUDANÇA DE POSIÇÃO

- A conversa com Diniz para eu mudar de posição durou uns 40 minutos em campo. Eu me assustei quando ele falou que poderia jogar de zagueiro e volante, mas comprei a ideia e falei que precisava da ajuda dele. Comecei a gostar da posição, ele disse que era uma posição que não tinha tanto no mercado, comprei a ideia e deu certo.

ENTROSAMENTO
- Não só eu, mas todo jogador teve o desafio de sair de casa pelo sonho. Quando a gente veste a camisa do Vasco, um clube grande, a gente dá o nosso máximo. É degrau a degrau, tudo novo para todos, vamos buscar esse entrosamento no dia a dia. Eu sou um atleta que gosta de estudar, perguntar e ouvir.

REFORÇOS NO SISTEMA DEFENSIVO
- Um time sólido precisa de uma defesa sólida. Exaltar também os jogadores que estavam antes, o Conceição foi um cara que me abraçou muito bem. Esses atletas colocaram o Vasco onde ele merece.

PESO DE SER UM DOS INVESTIMENTOS MAIS ALTOS DO VASCO
- É motivação, me sinto honrado. Um clube do tamanho do Vasco é que fez esse investimento. Não chego pressionado pelo valor que investiram em mim. Mas chego com muita alegria.