Koke lembra goleada em 2015 para acreditar em virada do Atlético

O Atlético de Madrid sofreu um duro golpe nesta terça-feira ao perder o jogo de ida das semifinais da Liga dos Campeões por 3 a 0 para o Real Madrid, no Estádio Santiago Bernabéu. Com a larga vantagem do rival no confronto, o meia Koke se apegou a um confronto entre as equipes no ano de 2015, pelo Campeonato Espanhol, quando os Colchoneros venceram os Merengues por 4 a 0, no Vicente Calderón, para acreditar na virada e na vaga na final do torneio europeu.

“Nunca se sabe o que pode acontecer dentro do futebol. Com Cristiano no Vicente Calderón vencemos por 4 a 0 (em 2015). Isso é futebol, que o digam o PSG”, afirmou.

O jogo em questão ocorreu pela 22ª rodada do Campeonato Espanhol 2014/15. Mesmo com Cristiano Ronaldo em campo, o Real Madrid não conseguiu resistir diante do Atlético de Madrid, sendo goleado pelo placar de 4 a 0. Os gols da equipe colchonera na ocasião foram marcados por Tiago, Saúl, Griezmann e Mandzukic.

Koke lembrou também das últimas duas finais de Liga dos Campeões, perdidas também para o Real Madrid, mas destacou a capacidade de reação do elenco colchonero. “É pior perder duas finais do que uma semifinal. Nunca deixamos de lutar, sempre quando sofremos um golpe duro, nos levantamos”, afirmou.

O meio-campista completou pedindo desculpas ao torcedor colchonero e garantindo que o Atlético de Madrid lutará até o último minuto. “Nos resta pedir desculpas ao torcedor e pensar no jogo de volta. Queremos garantir vaga para outra final da Liga dos Campeões e vamos dar nosso máximo. Vamos seguir lutando”, finalizou.

O jogo de volta entre as equipes está marcado para a próxima quarta-feira, às 15h45(de Brasília), no Estádio Vicente Calderón. Para se classificar no tempo normal, o Atlético de Madrid terá que vencer por quatro gols de diferença. Caso triunfe pelo placar de 3 a 0, a partida irá para a prorrogação. Já o Merengues podem até perder por dois gols, que garantem vaga na final.