Koeman fica furioso com árbitro, após derrota do Barcelona para o Real Madrid

·1 minuto de leitura

MADRI (Reuters) - O técnico do Barcelona, Ronald Koeman, ficou furioso com o árbitro pela não marcação de um pênalti na derrota por 2 x 1 para o Real Madrid, no clássico de sábado, que deixou os catalães para trás na briga entre três equipes pelo título do Campeonato Espanhol.

Os catalães reivindicam dois pênaltis no fim da partida. Em ambos, Martin Braithwaite foi para o chão após divididas com Ferland Mendy.

“Se você é torcedor do Barcelona e viu o jogo, ficará muito incomodada com duas das decisões do árbitro. Foi um pênalti, claro, claro, e depois ele deu apenas quatro minutos de acréscimo”, disse o treinador holandês à emissora de televisão espanhola Movistar.

Karim Benzema e Toni Kroos abriram vantagem de dois gols para o Real Madrid no primeiro tempo. Oscar Mingueza descontou para o Barcelona. Lionel Messi acertou a trave direto de uma cobrança de escanteio antes do intervalo, e Ilaix Moriba balançou o travessão no último minuto de acréscimo.

O treinador do Real Madrid, Zinedine Zidane, disse que é injusto dizer que seu time venceu apenas por causa da decisão do árbitro.

“Temos que ficar muito felizes com nossa atuação e você não pode dizer que foi tudo pro causa do árbitro. Nós merecemos a vitória”, disse.

(Reportagem de Richard Martin)