Klopp pede responsabilidade após comemoração com incêndio e tumulto em Liverpool

Goal.com

Após a conquista inédita da Premier League, os recordes e o fim do longo período de espera, torcedores do Liverpool tomaram as ruas da cidade para comemorar a tão sonhada conquista. Mas depois do que foi visto na cidade na última sexta-feira (26) - aglomerações, brigas e até um incêndio -, Jurgen Klopp foi a público pedir para que a torcida comemore com responsabilidade.

Em uma carta aberta ao jornal Liverpool ECHO, o comandante dos Reds insistiu para que todos fiquem em casa e para que a cidade seja "pintada de vermelho" apenas quando a pandemia do novo coronavírus for controlada. Klopp também disse que ficou consternado ao ver milhares de torcedores se reunindo após a conquista do Campeonato Inglês, confirmada com a derrota do Manchester City diante do Chelsea, na quinta-feira à noite.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Amo sua paixão, suas músicas, seu compromisso, sua compreensão do jogo e sua fé no que estamos fazendo. Mesmo que você não possa estar em nossos jogos no momento, eu amo que você ainda tenha certeza de que estava conosco. Não consigo descrever o quanto os jogadores e eu apreciamos isso”, escreveu Klopp.

“O que eu não amei foram as cenas que aconteceram no Pier Head na sexta-feira. Agora o mais importante é que não esse tipo de reunião pública não aconteça. Devemos isso aos mais vulneráveis ​​da nossa comunidade, aos profissionais da saúde, à polícia e às autoridades locais.

Liverpool FC Premier League title celebrations Anfield 2019-20
Liverpool FC Premier League title celebrations Anfield 2019-20
Foto: Getty Images

"Por favor, comemore. Mas comemore de maneira segura e em ambientes privados, pelos quais não corremos o risco de espalhar esta terrível doença ainda mais em nossa comunidade", alertou o treinador.

No tumulto citado por Klopp, em Pier Head, dois homens foram presos, um por suspeita de agressão e outro por suspeita de incêndio criminoso, depois que fogos de artifício atingiram o Royal Liver Building, um dos pontos turísticos mais famosos da cidade, causando pelo menos 10 mil libras em prejuízo.

“Eu adoraria ver um desfile ainda maior do que aquele depois que vencemos a Liga dos Campeões no ano passado, para que todos pudéssemos compartilhar esse momento especial, mas simplesmente não é possível. Todos nós fizemos muito para combater a Covid-19 e esse esforço não pode ser desperdiçado”, acrescentou.

"Quando for a hora certa, celebraremos. Vamos pintar a cidade de vermelho. Mas, por enquanto, fique em casa o máximo possível. Não é hora de estar em grande número no centro da cidade ou de se aproximar de campos de futebol”, completou.

Leia também