Kleina vê Ponte com boas chances de avançar na Sul-Americana

A Ponte Preta até criou boas chances, mas não conseguiu vencer o Gimnasia La Plata em casa, no jogo de ida da primeira fase da Copa Sul-Americana. O técnico Gilson Kleina, de qualquer forma, garantiu confiar na classificação, mesmo com o 0 a 0 em Campinas.

““Está tudo aberto. Se formos competentes para fazer um gol lá, eles são obrigados a fazer dois (ganhar o jogo). E qualquer empate é nosso, porque o 0 a 0 leva para os pênaltis”, relembrou o comandante, após o duelo.

Um dos pontos negativos, para os paulistas, do jogo foi a expulsão do atacante Lucca. Ele já havia deixado o duelo, substituído, mas acabou excluído por reclamar no banco de reservas. Gilson discordou da decisão da arbitragem.

“O Lucca não fez ofensas ao árbitro. Na hora em que eu falava com o bandeirinha, ele dizia “no compreendo”. Então porque está apitando o jogo contra nós?”, indagou o treinador, que segue invicto no comando da Macaca, após voltar ao clube em março.

O jogo de volta entre Ponte e Gimnasia acontece no dia 9 de maio, na Argentina. Quem vencer avança à próxima fase. Empate por 0 a 0 leva a decisão para os pênaltis, enquanto qualquer igualdade com gols classifica os campineiros.