Kleina aprova ato de Rodrigo Caio, mas teme represália ao zagueiro

O técnico Gilson Kleina aprovou a atitude de Rodrigo Caio em negar a infração do atacante Jô, poupando o corintiano de receber o cartão amarelo que o tiraria do jogo de volta da semifinal do Campeonato Paulista. Comandando a vitória da Ponte Preta sobre o Palmeiras no Moisés Lucarelli, o treinador não teve tempo para acompanhar o clássico paulista, mas se notificou posteriormente e ficou bastante feliz com a postura do atleta tricolor.

Segundo Kleina, o comportamento de Rodrigo Caio deve inspirar outros atletas. Pregando por um futebol mais honesto, o treinador da Ponte Preta categorizou a atitude do zagueiro como “exemplar”.

“Precisamos tirar o chapéu para o Rodrigo Caio, isso e caráter. Isso é um divisor no futebol brasileiro, que isso possa se repetir. A gente também comanda e vê os erros que nós provocamos. A postura do Rodrigo Caio tem que ser seguida por todos os jogadores”, disse Gilson Kleina, convidado do programa Mesa Redonda da TV Gazeta.

O treinador da Ponte Preta, no entanto, também demonstrou sua preocupação com uma possível represália que o zagueiro pode sofrer por conta de sua honestidade contra o rival Corinthians em uma partida que vale vaga na decisão do Estadual.

“A gente pode fazer um futebol melhor, se trabalharmos com honestidade. A gente sabe que no futebol a malandragem impera. Temos que ficar atentos aos detalhes, ele iria tomar o cartão, estava tirando o cara que fez o gol no jogo. Espero também que não venham pressionar o Rodrigo Caio pela atitude dele”, completou Kleina.