Kleber pede paciência e diz que título é o objetivo do Coxa

Gazeta Press

A derrota para o Cianorte na estreia do Campeonato Paranaense 2017 ligou o alerta no Coritiba nesse inicio de trabalho e mostrou que o torcedor ainda precisará de paciência até o time encontrar seu entrosamento O atacante Kléber, que farpa sua estreia diante do Cascavel, pela segunda rodada, lembrou que o grupo passou por uma reformulação e isso pesa nos primeiros jogos.

“Muita gente saiu, muita gente chegou. É normal que a gente tenha dificuldade para entrosar. A gente vai sofrer um pouco, já deu para perceber um pouco isso”, avaliou o jogador, que acredita que o tempo vai conseguir mostrar os frutos do trabalho do grupo. “O torcedor fica preocupado. Mas, vamos ver se a gente consegue entrosar o mais rápido possível, para não sofrer tanto depois”, emendou.

O temor do torcedor, e claro, é mais um ano de sofrimento. Porém, o Gladiador garante que sabe exatamente o que precisar ser diferente nesta temporada. “A postura e o pensamento. O futebol está muito igual, muito mais físico. Se você conseguir igualar na vontade, na determinação, acho que é possível a gente sonhar grande. É necessário que todo mundo tenha um pensamento vencedor. Que a gente queira coisas grandes no Paranaense e no ano inteiro, nas outras competições também”, afirmou.

Artilheiro coxa-branca em 2016, nesta temporada, com novos atacantes no elenco, Kléber não sabe se terá a mesma produtividade, mas seu foco não está em estatísticas pessoais e sim em títulos. “Chegaram outros jogadores e não sei como vai ser a formatação do time. Se eu jogar como joguei ano passado, a tendência é que eu tenha oportunidade e venha a fazer gols. O mais importante é a gente conquistar títulos. Faz três anos que o Coritiba não é campeão. A gente precisa conquistar”, concluiu.

Leia também