Kimmich diz que seus filhos o salvaram da depressão após a Copa do Mundo

O meia alemão Joshua Kimmich, do Bayern de Munique, disse nesta quarta-feira que seus três filhos o salvaram da depressão após a Copa do Mundo do Catar, onde viveu "o pior dia" de sua vida com a eliminação da Alemanha na fase de grupos.

Logo depois do fracasso esportivo de uma das grandes potências do futebol mundial, quatro anos depois de também ter caído na primeira fase na Copa de 2018, Kimmich afirma que sentiu angústia e temeu chegar "ao fundo do poço".

"Mas sinceramente, finalmente não cheguei ao fundo do poço", afirmou Kimmich a jornalistas que acompanham a preparação do Bayern em Doha para a volta do Campeonato Alemão.

"Foi um pouco graças aos meus três filhos. Com eles é difícil chegar ao fundo do poço. Há outras coisas a fazer", acrescentou o jogador, de 27 anos."Depois do jogo, deixei minha emoção falar. Não é fácil superar coisas assim".

Kimmich não joga desde o dia 1 de dezembro, como a maior parte dos jogadores da seleção alemã que atuam em clubes da Bundesliga.

O Bayern de Munique é o líder do campeonato, com quatro pontos de vantagem sobre o Freiburg, e volta a campo contra o RB Leipzig na próxima sexta-feira, pela 16ª rodada.

dwi-cpb/cd/dr/mcd/cb