Kim Seung-gyu: goleiro sul-coreano é conhecido por ser bom pegador de pênaltis, mas foi batido por Neymar em amistoso

O Brasil enfrenta a Coreia do Sul, nesta segunda-feira, às 16h (de Brasília), por uma vaga nas quartas de final da Copa do Mundo. E pela frente terá uma muralha sul-coreana. Kim Seung-gyu vem de destacando como um dos melhores goleiros do Mundial do Catar e tem como característica ser um bom pegador de pênaltis.

Tabela da Copa: Datas, horários e grupos do Mundial do Catar

Ostentação: Éder Militão, zagueiro do Brasil, exibe relógio de R$ 3 milhões em jantar

Desfalque: Cortado da seleção, Gabriel Jesus posa com filha em avião no adeus a Doha

Um dos vários 'Kim's' da seleção sul-coreana, Seung-gyu tem a carreira mais longa entre os jogadores da atual seleção, com 66 partidas até agora. Aos 32 anos, ele defende o Al Shabab, da Arábia Saudita. Mas diferentemente da maioria dos atletas do seu país, ele não surgiu como uma promessa ou explodiu rápido. Na verdade, teve que conviver com o banco de reserva por muito tempo.

Kim precisou esperar cinco anos para ter a sua primeira chance de ser o goleiro número 1 em um clube. Na época, o Ulsan Hyundai. De lá, não largou a titularidade e virou um dos destaques do país.

Em 2013, ele teve performances impressionantes em grandes partidas quando o titular Kim Young-kwang estava lesionado. Desde então, nunca mais perdeu a posição e se tornou figura importante também na seleção.

Muito famoso pela habilidade em defesas de pênaltis, tendo sido decisivo em diversos jogos das Eliminatórias da Ásia, foi vencido por Neymar em junho, no amistoso enre Brasil e Coreia do Sul. O camisa 10 cobrou a penalidade e anotou o segundo gol da Canarinho na vitória por 5 a 1.

Outro fator que faz Kim se destacar é o fato de ter aprimorado seu jogo com os pés durante a carreira no Japão, entre 2016 e 2019.

Brasil e Coreia do Sul se enfrentam nesta segunda-feira. Quem vencer, vai às quartas de final e aguarda o vencedor de Japão e Croácia, que se enfrentam na outra oitavas de final.