Kia Joorabchian entra na briga Tevez x Neville em live... e Carragher fica só na pipoca

Goal.com

Kia Joorabchian é um velho conhecido do futebol brasileiro, principalmente dos torcedores do Corinthians. O empresário iraniano fez uma polêmica parceria com o clube em 2005 e foi responsável por trazer vários craques ao alvinegro paulista. E um desses craques foi Carlitos Tevez, que vem sendo especulado para retornar ao Parque São Jorge e está dividindo a torcida

Ex-Manchester United, o argentino foi criticado por Gary Neville, ídolo dos Red Devils que hoje trabalha como comentarista, por seu comportamento e sua falta de profissionalismo durante sua passagem por Old Trafford. Mas Kia Joorabchian, que também é empresário do atacante, não gostou nada dessa declaração. 

Então, o iraniano e Gary Neville participaram de um debate ao vivo, no canal de TV britânico Sky Sports, ao lado de Jamie Carragher, ex-jogador do Liverpool.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Estou aqui porque Gary [Neville] disse algo há alguns dias atrás que acho absolutamente errado. Acho que quando você vai atrás de alguém e faz muitas afirmações erradas e incorretas, você faz um desserviço ao público, passando informações falsas”, disse Kia durante o programa.

Na declaração, Neville afirmou que Tevez estava brincando com o United, que não teve profissionalismo e se deixou levar por más influências ao longo de seu empréstimo pelos Red Devils, além de criticar o modo como o atacante trocou o clube pelo Manchester City.

“Gary mencionou sobre seu profissionalismo [de Tevez] e sobre problemas com pessoas falando em seu ouvido. Eu gostaria de saber quem ele acha que estava falando em seu ouvido e o que ele pensa que estavam dizendo. Porque, a menos que ele o estivesse hackeando, é impossível saber o que estavam dizendo”, criticou Kia.

"Eu disse que Gary jogou quatro vezes naquele ano. Na verdade, ele jogou uma vez no primeiro ano de Carlos, porque infelizmente, se machucou. Quando Gary falou sobre os dois anos de Tevez [no United], ele não podia saber muito porque estava no departamento médico”, completou.

Carlos Tevez and Cristiano Ronaldo - Manchester United - 2008
Carlos Tevez and Cristiano Ronaldo - Manchester United - 2008

Por fim, Kia disse que ao criticar a postura de Tevez, Neville estaria criticando indiretamente Alex Ferguson, que escalava o argentino mesmo com sua suposta falta de profissionalismo.

"Acho que Sir Alex Ferguson foi um dos grandes treinadores do meu tempo. A única coisa que aprendi sobre Sir Alex foi que ele sempre estava no controle, sabia o que seus jogadores estavam fazendo”.

"Ao questionar o segundo ano de Tevez, Gary está perguntando se Sir Alex estava no controle, porque ele escalou Carlos 51 vezes em 2008/09. Sir Alex não teria escalado alguém 51 vezes se não estivesse sendo profissional".

Neville então respondeu citando alguns números de Tevez ao longo de suas duas temporadas em Old Trafford, mostrando que o atacante marcou 14 gols em 34 jogos na Premier League em 2007/08, mas apenas cinco em 29 jogos em 2008/09, quando sua forma caiu.

“Após o Natal, onde era óbvio que o United não iria exercer a opção [de comprar Tevez em definitivo], não há dúvida de que Carlos ficou desinteressado, distraído, ele não era o mesmo nos treinos, ele ficou aborrecido porque o clube não ia contratá-lo”.

"Carlos era um guerreiro em campo, nunca vi nada mais brilhante do que ele na primeira temporada com Wayne Rooney e Cristiano Ronaldo. No entanto, nos últimos meses, seu desempenho caiu, era alarmante”, afirmou Neville.

Então, quando o debate parecia esquentar, Carragher pegou um um saco de pipocas e arregalou os olhos, como se estivesse assistindo um filme interessante e cheio de suspense. A brincadeira foi bem recebida pela dupla, que caiu na risada até que os ânimos esfriaram.

Leia também