Keno marca gol histórico, Atlético-MG vence o Internacional e segue firme na liderança do Brasileirão

·4 minuto de leitura


Em um duelo duro, com muita força das defesas, o Atlético-MG venceu o Internacional por 1 a 0, gol de Keno, neste sábado, 2 de outubro, no Mineirão, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Galo segue firme na liderança do Brasileirão, mantendo a boa distância da equipe para seus concorrentes pelo título nacional.

+ Veja a tabela do Brasileirão e simule os resultados dos jogos

Atlético-MG x Internacional
Atlético-MG x Internacional

Galo venceu o Inter no Mineirão (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Com o resultado, o time alvinegro chegou aos 49 pontos e fica mais uma rodada bem distante dos rivais. O Internacional, com um primeiro tempo bom, mas mal no segundo, segue com 32 pontos, na sétima posição.

O tento de Keno foi o milésimo do Atlético na história do Brasileirão na era dos pontos corridos. E, mais do que os três pontos, a forma como a equipe reagiu após a eliminação da Libertadores foi o principal recado dado à torcida, renovando a confiança no time para acabar com o jejum de 50 ano sem vencer o Brasileiro.

Defesas sólidas e nada de gol no primeiro tempo

Os sistemas defensivos de Galo e Inter estavam firmes na etapa inicial. Ambos bem postados, permitindo poucos espaços para os ataques. E ainda assim não foi um duelo travado. Os dois times buscaram o jogo.

Atlético-MG faz mudanças importantes para “oxigenar” o time

As entradas de Keno e Savarino deixaram o Galo mais rápido em campo. Sabendo que o Inter estava bem na defesa, com dois velocistas dribladores, a chance de abrir a defesa colorada era maior. E assim foi, com boas chances criadas.

Nacho e Zaracho não funcionaram

Sempre se espera que os dois argentinos armem bem o time no ataque. Mas, fizeram uma partida inconsistente e sem brilho. E isso resultou em pouca força de ataque em boa parte do jogo.

Diego Aguirre tem um time ajustado, mas depende muito do coletivo

A equipe gaúcha é bem treinada, tem bons valores, como Taison e Edenílson, mas não tem um elenco extenso, em que pode fazer várias mudanças como Cuca fez na partida. O time cansou no segundo tempo e o Atlético aumentou seu volume de jogo.

Com o elenco “curto”, Aguirre fez apenas uma mudança

Apesar de ter direito a cinco alterações, Diego Aguirre colocou apenas Guerrero em campo, mesmo precisando mudar a forma de jogar do Inter, que era pressionado pelo Galo. Coisas de técnicos.

Keno mudou o jogo e o placar no Mineirão

Se não estava dando na base do toque de bola, o Galo acertou em cheio ao colocar Keno em campo. Ele foi para cima da defesa do Inter, abriu espaços e foi coroado com uma grande atuação e um gol, após assistência de Hulk. O tento marcado pelo atacante é histórico. Foi o de número 1000 do Galo na história do Brasileirão de pontos corridos.

Galo “quebra luto” da eliminação na Libertadores e pode ir em busca do bi

Derrotar o Inter teve significado duplo: aumentar a vantagem par aos rivais na briga pelo campeonato e ainda exorcizar a saída da Libertadores para o Palmeiras, que afeitou muito a equipe. O time reagiu bem e segue firme para sair do jejum de 50 anos sem o título do Brasileiro.

Próximos jogos

O Galo terá na 24ª rodada a Chapecoense, quarta-feira, 6 de outubro, às 19h, na Arena Condá. Já o Colorado joga no mesmo dia e horário contra o Ceará, no Castelão.

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

ATLÉTICO-MG 1 X 0 INTERNACIONAL
Data: 2 de outubro de 2021
Horário: 21h(de Brasília)
Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (ambos de SP)
VAR: Jose Claudio Rocha Filho (SP)
Gols: Keno, aos 32’-2ºT (1-0)
Cartões amarelos: Guilherme Arana (ATL), Zaracho (ATL), Nacho Fernández (ATL), Rodrigo Dourado (INT), Victor Cuesta (INT), Junior Alonso (ATL), Cuca (ATL)
Cartões vermelhos: não houve
Público/ Renda: 7166 presentes- R$ 355.804,00

ATLÉTICO-MG (Técnico: Cuca)

Everson; Mariano (Guga, aos 31’-1ºT), Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair (Keno,aos 15’-2ºT), Zaracho (Dylan Borrero, aos 30’-2ºT) e Nacho (Tchê Tchê, aos 30’-2ºT); Hulk e Sasha (Savarino, aos 15’-2ºT)

INTERNACIONAL (Técnico: Diego Aguirre)

Daniel; Renzo Saravia, Bruno Méndez, Víctor Cuesta e Moisés; Rodrigo Dourado (Paolo Guerrero, aos 35’-2ºT), Rodrigo Lindoso, Edenilson, Taison e Patrick; Yuri Alberto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos