Kayke celebra mudança de ares no Santos, novo líder do Grupo D

A derrota sofrida para o Palmeiras, em casa, no último domingo foi motivo de muitas críticas sobre o elenco do Santos. Sem conseguir manter a supremacia do ano passado na Vila Belmiro, sobrou para o técnico Dorival Jr e os líderes do elenco, que nesta quarta-feira se recuperaram diante de uma vitória segura sobre o São Bento por 2 a 0 e reassumir a liderança do Grupo D do Paulistão. Com boa atuação e responsável pelo passe para o gol de Lucas Lima, o atacante Kayke celebrou o novo momento do Peixe.

Em cinco jogos na Vila Belmiro pelo Paulistão, o Santos soma apenas duas vitórias e alarmantes três derrotas. Depois do vice-campeonato brasileiro e a manutenção do elenco do ano passado, as expectativas dos torcedores alvinegros são altas para 2017, e Kayke sabe que o plantel terá a grande responsabilidade de corresponder dentro de campo, não só mostrando um bom futebol, mas também erguendo títulos.

“É uma expectativa muito grande em cima do elenco e as coisas não estavam acontecendo como estávamos querendo. Não mudamos a forma de trabalhar, a alegria do dia a dia, nossa confiança. Os resultados voltaram a acontecer e as coisas já mudaram”, disse o atacante.

“Acredito que o futebol muda da água para o vinho muito rápido. Agora tivemos uma vitória convincente, somos líderes. Está tudo certo. Nosso clima tem que ser o mesmo, saber que estamos no caminho certo e a evolução no campo. A paciência do torcedor é pequena, eu entendo. É normal a pressão, precisamos saber lidar. Ainda tem muita coisa para acontecer”, completou.

Substituindo Ricardo Oliveira, Kayke supriu bem a ausência do principal atacante do Santos, inclusive, participando o segundo gol da equipe, em que deu assistência para Lucas Lima limpar o goleiro e empurrar para o fundo das redes. Concorrendo com o camisa 9 por uma vaga no time titular, o reforço do Peixe não polemizou, preferindo exaltar o companheiro de equipe.

“Não vejo como uma briga, mas sim como uma competição saudável que tem que acontecer como em toda equipe. O Ricardo é um ídolo, para mim é um prazer fazer parte do elenco com ele, compartilhar o vestiário, isso me deixa muito feliz. Meu objetivo é jogar de maneira que não sintam falta do Pastor. E eu vou continuar tentando fazer isso”, finalizou Kayke.